Conheça a versão em audio do Jornal da Paraíba
Blogs & Colunas

Cultura Digital

Ricardo Oliveira traz novidades, dicas e opinião sobre o mundo da tecnologia, mercado digital, mídias sociais, games e tudo que respira bits. Toda quarta, na página 4 do caderno de Economia. Contato com o colunista: culturadigital@jornaldaparaiba.com.br

Os campeões

Maracanãzinho, 26 de julho. Um par de locutores com blazer e headsets falam de campeões e batalhas, 7 mil pagantes e premiação de 55 mil reais para os vencedores. Parece a final de alguma competição de futsal ou volei, mas era o Campeonal Brasileiro de League of Legends, o CBLOL. Mencionei nas últimas semanas o incrível crescimento dos e-Sports no mundo e no Brasil não é diferente. A arena lotada e decorada no nível dos eventos internacionais mostra a força do gênero aqui no país. A Riot, promotora do evento e criadora do jogo, deve estar radiante. O time vencedor foi o KaBum e-Sports, ganhando do CNB por 3x1 na melhor de 5, como é tradicional no jogo.

 

600 mil livros na sua biblioteca

Quantos livros por ano você lê? Um por mês? Se cada livro custar R$ 30, você gasta R$ 360 por ano com seu conhecimento, com sua biblioteca. Kindle Unlimited é o novo serviço da Amazon e ele vai te fazer gastar aproximadamente R$ 280 por ano para ter acesso a quantos livros quiser, pelo tempo que quiser, num catálogo de mais de 600 mil títulos. Até agora, a ferramenta só está disponível na Amazon americana, o que limita a grande maioria dos livros a opções em inglês, mas já é bastante interessante. A taxa mensal é de US$ 9,90 e, tal qual a Netflix, tem 30 dias gratuitos para testes. O serviço funciona para quem tem o e-Reader Kindle ou o aplicativo em seu smartphone. Vale lembrar que esse não é o primeiro serviço no estilo, já que o Oyster chegou antes. Ele custa 5 cents a mais, tem 500 mil títulos a menos e está disponível para iOS, Android e Kindle Fire.


Não tire a escada da piscina

Em algum momento da sua vida, você deve ter gasto algumas horas, dias, provavelmente alguns meses preso a um computador por um motivo. Com algumas pessoas foi a monografia, com outras foi The Sims 2. Enquanto o mundo se prepara para o lançamento da quarta versão do jogo, o site Origin dá de presente o The Sims 2 e toda as suas expansões. Sim, de graça. Para saber como aproveitar essa promoção, que vai até o dia 31, confira o roteiro no site da Eletronic Arts http://migre.me/kHfAP.


Continua uma obra-prima

Quem jogou sabe: The Last of Us, seja qual for sua percepção do quesito jogabilidade, marca você com uma grande história. A empatia com os personagens é enorme, as discussões após o jogo foram muitas e de alta complexidade. Os gráficos também foram um ponto marcante e é pensando nisso que a Naughty Dog está lançando a versão remasterizada para Playstation 4. Para marcar a novidade, a empresa realizou na segunda-feira à noite, junto a Sony, o evento "One Night Live". Com transmissão ao vivo na web e plateia de convidados, foram apresentadas cenas do jogo em interpretação teatral, feitas pelos atores que fizeram a dublagem e captura de movimentos. Sobre o novo jogo, o site IGN diz: é uma obra-prima como é no PS3 e, sendo um jogo do console anterior, é surpreendente que ele seja, hoje, o melhor gráfico que podemos ver rodando num PS4.

Compartilhe

RoboCup: Paraíso Nerd



"É a creche mais legal do mundo". A frase é do amigo Mauri Kanagawa, que é voluntário de tradução na RoboCup. Professor de inglês e nerd convicto, ele está falando da ala Junior do evento. "Nossa obrigação por lá é deixar os pais afastados para as crianças se trabalharem".

Entrei numa dessas salas com a repórter Krystine Carneiro, do G1 Paraíba. É um ambiente impressionante, do ponto de vista científico. Uma espécie de feira de ciências mundial, com crianças e adolescentes do Brasil, Áustria, Irã, China, Alemanha. "Todas as crianças do mundo falam inglês, menos as brasileiras", pontuou a amiga Krys. Sem adultos moderadores no ambiente, todos viviam uma bagunça organizada, se preparando para as apresentações da competição de dança. Que fique claro: quem ia subir no palco pra danças variadas, em apresentações temáticas, são os robôs montados pelas crianças da sala.

O mundo dos robôs no Centro de Convenções não é só das crianças, contudo. Universitários de todas as partes do mundo participam das principais competições da copa do mundo da robótica. O ambiente lembra um tanto a Campus Party, com mesões cheios de cabos de rede e notebooks espalhados, com a diferença de que também estão lá os jogadores-robôs. As principais atrações do evento chamam atenção por sua parafernalha exposta e pelo visual arrojado em alguns casos.

Como mencionei na semana passada, os jogos da liga Middle Size são os mais animados. A torcida comparece em peso, com partidas mais rápidas e robôs ágeis, até conseguindo chutes altos e marcando belos gols. Sim, belos. Ainda que as máquinas pareçam enceradeiras, como atentou o repórter Cadu Vieira, do GloboEsporte.com/PB, elas conseguem construir lances que geram emoção na plateia.

A experiência dos jogos de robôs humanoides pode ser um tanto frustrante, se não houver como pre-requisito o encanto científico. Na competição standard (com aqueles robôs mais bonitinhos, de carcaça branca e arredondada) ou nos jogos da liga child, teen ou adult, de fato as partidas são lentas e toscamente engraçadas. Sim, um lado tosco prevalece bastante: os robôs caem constantemente por uma clara falta de equilíbrio. Ainda assim, o público se diverte justamente por entrar nesse clima de admiração tecnológica. Dão risadas das quedas, mas comemoram os gols. São robôs jogando futebol, afinal.

As competições encerram nesta quinta-feira e novamente estarei por lá conferindo os principais jogos. Ainda que o público padeça da clara falta de informação quando se chega por lá (não há folders, mapas ou infográficos que expliquem o que acontece e onde acontece), ele está se fazendo presente em um dos eventos mais importantes da história da Paraíba. Um paraíso nerd, feito pra todo mundo passear.



E-Sports vão dominar o mundo

Terminou, na última segunda-feira, um dos eventos mais importantes da história dos eletronic sports. O campeonato mundial de Dota 2 (game de batalhas, inspirado no universo do Warcraft 3) foi vencido pela equipe chinesa Newbee, que levou para casa um prêmio de US$ 5 milhões. É a maior premiação da história dos e-Sports, em evento que também foi marcado por uma transmissão ao vivo pelo canal americano ESPN 2. Dota é um dos chamados esportes eletrônicos no mundo, categoria que dá aos seus jogadores o título de atletas. A atividade tem movimentado milhões de espectadores em transmissões ao vivo, além de milhares que comparecem aos jogos em ginásios.

Compartilhe

O que fazer na Robocup e #dicastech



Mais de 45 delegações de todo mundo começam a chegar em João Pessoa. Os hotéis estão cheios e a imprensa internacional já está anunciando. A Copa do Mundo já acabou, e o que começa neste sábado é a Robocup 2014 (www.robocup2014.org), que acontece no Centro de Convenções.

O evento não acontece no país à toa. Realizada anualmente, a copa do mundo de robótica prioriza o país-sede do mundial de futebol a cada quatro anos. Sendo assim, João Pessoa recebe esse mundo de pequenos robôs-atletas para competições de futebol em diferentes categorias.

Os jogos acontecem em arenas montadas no pavilhão de feiras do local, de segunda a quinta-feira, das 9h às 19h. Por lá, você vai poder conferir as seguintes ligas:

Robocup Soccer: dividida em outras 5 ligas menores, os campeonatos de futebol devem atrair os olhares da maior parte do público. Você verá por lá disputas entre robôs standard (foto acima), humanoides (de estaturas equivalentes a crianças, adolescentes e adultos), small e middle size (mais ágeis, pois se locomovem com rodinhas) e a simulação. Destas, certamente a liga standard e a middle size serão mais disputadas, pois são mais animadas. Times disputam entre si e buscam uma vaga nas finais, que acontecem na quinta-feira.



Robocup Rescue: focada em robôs de resgate, aqui serão realizadas disputas de simulação de ajuda em situações inóspitas. Dos pequenos campos de futebol, partimos para arenas com terreno irregular. Nestes espaços, os robôs buscam sair do ponto A ao B, onde devem alcançar outro objetivo (resgatar um boneco de bebê, por exemplo).
Ainda contamos com ligas de suporte no lar, no trabalho e indústria, bem como a liga Júnior, que traz disputas entre escolas de ensino fundamental e médio.

É importante ressaltar que todas as competições contam com objetivos e desafios científicos específicos, focados na evolução das tecnologias envolvidas. Atualmente, o principal desafio dos criadores dos robôs é a inteligência artificial que os faz tomar decisões a partir das diferentes situações vividas numa partida de futebol. Vale lembrar que a maioria das partidas traz apenas robôs 100% autônomos e é proibida a interferência de humanos.

Acompanhe o jornaldaparaiba.com.br para ficar por dentro de toda a cobertura da Robocup 2014. Na próxima semana eu volto por aqui, tentando responder à pergunta: eles vão mesmo conseguir ganhar de humanos numa partida de futebol em 2050?


#dicastech

Scanner de vinho
É comum estar no mercado, comprando os petiscos ou a massa para preparar aquele jantar especial e não saber como escolher o vinho. O app Vivino te ajuda com a tarefa: faça uma foto do rótulo que ele lê as informações e te ajuda com detalhes. Grátis para iOS e Android.


Mais pontos

Se o Dots já era um grande jogo, sua continuação vai muito além. O minimalismo de juntar o máximo de pontos da mesma cor em sequência agora assume ares de Candy Crush. Isso, no melhor sentido: fases que evoluem em dificuldade, ranking com os amigos. Para iOS.


Dois dedos
Piano Tiles é uma mistura de endless runner com Guitar Hero: use os dois dedos para acertar sempre os quadrados pretos desse "teclado" touchscreen. Em diferentes modos de jogo você é desafiado a ir mais longe com sua musiquinha, sem errar. Para iOS e Android.

Dois dedos II
Na mesma linha do Piano Tiles, de usar dois dedos de forma repetitiva na tela, Timberman é uma espécie de sucessor de Flappy Bird. Você é um lenhador que precisa cortar o máximo de uma árvore infinita, desviando dos galhos. O joguinho está disponível para iOS e Android.

Compartilhe

Do melhor ao pior, hashtags



Acima de tudo, o brasileiro é passional. Levado facilmente por arroubos de fúria, amor, desespero, insatisfação ou fanatismo, o cidadão destas terras tem se manifestado sobre a Copa do Mundo das mais variadas formas na rede.

Se tudo começou com a grande batalha das hashtags #nãovaitercopa contra #vaitercopa, agora tudo gira em torno dos grandes ídolos devidamente constituídos pela Seleção brasileira. Por mérito, competência e uma forcinha da mídia e da publicidade, tags como #somostodosneymar ou #davidluiz pipocam por todos os lados.

As críticas e elogios tomam formas sarcásticas em diversos canais de humor no Facebook (Desempedidos), YouTube (TV Quase) ou nos blogs (Bola nas Costas, no GloboEsporte.com). Mas também assumem a forma de uma avalanche de insultos proferidos contra Juan Zuñiga, zagueiro da Colômbia. O evento revela bem mais do que apenas uma falta de educação, mas dois aspectos importantes da atual cultura digital:

Fãs são advogados na rede: longe de ser apenas um jogador de futebol, Neymar é ídolo, uma marca. O universo que gira ao seu redor é também mercadológico e com um ritmo específico de consumo do seu conteúdo - que não é apenas o futebol que joga. Para os fãs, Neymar foi atacado por Zuñiga e merece não só nossa torcida, como nossa batalha. O canal Nostalgia fez uma paródia da situação, substituindo o zagueiro colombiano por personagens de videogame e, pela "ousadia" foi trucidado por fanáticos defensores do menino Neymar.

Somos apressados e nossa pressa é cruel: pré-dispostos a pensamentos reducionistas, somos a geração que apedreja mulheres inocentes. Esse é o mesmo espírito que promove um levante de xingamentos a Zuñiga em suas redes sociais. O fato de ter sido uma disputa de bola com ou sem violência de fato interfere pouco na postura adotada pelos fãs de Neymar: trucidar o "inimigo" que tirou nosso herói da Copa revela apenas um Brasil passional e com poucos freios.

Claro, nem tudo é um caos. Um dos movimentos mais interessantes é justamente dos conteúdos em torno da carismática figura de David Luiz. Tendo conquistado o coração do brasileiro por um futebol enérgico, competente e simpático, o zagueiro ganha posts em blogs com títulos emblemáticos como "Porque David Luiz é o maior ser humano vivo" ou GIFs mostrando sua hilária participação no programa Esquenta.

Espaços cativos de expressão dos nossos gostos, os ambientes online têm sido um termômetro constante do mundial. Está lá o que pensamos da #copadascopas da #copadazueira ou apenas da #copadomundo, dependendo do seu humor. A paixão expressa em hashtags fala muito sobre nós - do melhor até o pior.



Cancela agora, Judite!

Começou a valer ontem a nova regra da Anatel para o cancelamento de serviços de telecomunicações no Brasil. Não é mais necessário passar por uma atendente para realizar o fim de um contrato com a operadora. O processo deve acontecer de forma automática através do call center, website ou terminais de atendimento e as operadoras têm ate dois dias para cumprir a solicitação. Entre as mudanças que entraram em vigor ontem, também está a obrigatoriedade do call center retornar a ligação caso ela caia.

Compartilhe

As grandes novidades do Google e um adeus ao Orkut



No último dia 25, o Google apresentou uma série de novidades pra lá de interessantes em sua conferência Google I/O. Bastante focada nas novidades para sistema Android em diferentes plataformas, a palavra de ordem é convergência. Vamos aos destaques:
Android L: ainda sem nome definitivo, a nova versão do Android foi anunciada com um charmoso design, buscando valorizar mais o sentido de profundidade dos elementos na tela. Um dos pontos altos é justamente o anúncio de um foco em unidade de plataformas, buscando integrar de forma plena o seu smartphone aos novos relógios inteligentes, tablets e devices para carros e televisores - ou seja, tudo que vier pela frente.

Android One: se um dos grandes trunfos do Google é a popularidade do seu sistema oporecional em aparelhos de baixo custo, ele quer ser ainda mais agressivo com o Android One. Na conferência foi anunciado um smartphone-protótipo que serve de referência para as empresas interessadas produzirem. O seu diferencial é um Android simples, mas que se mantém sempre atualizado com a versão mais recente. Dual-chip, rádio FM, tela de 4,5 polegadas e um objetivo: custar menos de US$ 100.

Android TV: um sistema operacional dedicado aos televisores, media center e consoles. Seu objetivo é o consumo de mídia em tela grande, valorizando a interação com conteúdos de vídeo e jogos na Google Play. O controle do que rola na tela pode ser feito não só pelo controle remoto, como pelo smartphone, tablet e até smartwatch. Para não fazer do seu Chromecast um aparelho inútil com toda essa conectividade, foi lançada uma novidade: espelhar a tela do tablet ou smartphone direto na TV. A função vai estar disponível, a princípio, para alguns aparelhos de ponta de linha.

Android Wear: e se estamos entrando na era da computação vestível, o Google aproveitou a conferência para mostrar na prática os primeiros smartwatches dos parceiros. O G Watch da LG e o Samsung Gear Live estão disponíveis custando US$ 230 e US$ 200. Ambos se sincronizam com seu smartphone e funcionam como um assistente pessoal. Aplicativos se ampliam para esta telinha no braço, permitindo verificar agenda, tickets de voo, tempertatura e até mesmo pedir uma pizza sem precisar fazer uma ligação.

Entre tantas outras novidades, ainda merece o Project Tango, que promete ser uma nova forma de interagir em diversos ambientes através do seu tablet. Usando realidade aumentada, é possível ver ofertas específicas dentro de um supermercado, por exemplo. Ampliando seus braços cada vez mais, o Google mostra-se como uma empresa cada vez mais inventiva e ligada no futuro da computação ubíqua, por toda parte.

Adeus, Orkut

Amigo Orkut, não posso te dizer "até breve". Com seu fim anunciado para o dia 30 de setembro deste ano, não tem mais volta. Até lá tenho a chance de passar alguns dias relembrando grandes momentos que vivi com outros amigos. Os scraps engraçados, os depoimentos emocionantes, as comunidades cheias de ideias malucas. Aliás, foi através das suas comunidades que aprendi o que era a Cauda Longa de Chris Anderson: tinha uma pra cada gosto desse mundo. De cineastas obscuros da Coreia do Sul até discussões infinitas de todas as teorias de Lost. Hoje, nessa rede cheia de padrões estranhos (o tal de Facebook), sinto falta do seu lado moleque, Orkut. Seu irmão mais novo, o Google Plus, parece sem identidade e pouco convincente. Já falam sobre o fim dele, enquanto anunciam oficialmente sua partida. Vai saber? Espero que seus pais redescubram o que fizeram de você tão famoso. Grande abraço.

Governo lança seu 'Reclame Aqui'

Acaba de ser lançado, em versão beta, a nova plataforma Consumidor.gov.br. É um "Reclame Aqui" público, gerido pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça. O site permite que se faça reclamações sobre serviços de empresas nacionais cadastradas na plataforma, buscando proteger os direitos do consumidor

Compartilhe

5 Tecnologias da Copa



4k e Full HD

O sinal digital toma os aparelhos brasileiros e mais de 70% da Paraíba já conta com essa tecnologia através das TVs Paraíba e Cabo Branco. Nos jogos, tudo já é registrado em 4K, ainda que esse seja um recurso raro nas casas dos brasileiros. A qualidade é quatro vezes superior ao full HD e permite edições com grandes zooms nas imagens, sem perda de qualidade expressiva - considerando a média dos aparelhos nacionais.



Verificação dos gols

Não é novidade que existem polêmicas em torno de gols que não foram marcados. O trauma ficou de 2010, com um gol da Inglaterra contra a Alemanha. Em 2014, os juízes da Fifa contam com um aparato tecnológico robusto. Câmera instaladas pelos estádios apontam para os gols e verificam, em tempo real, quando a bola entra. Quando a brazuca passa da linha, um relógio inteligente vibra no pulso do juiz e avisa que foi gol. A tecnologia já foi utilizada no jogo França e Honduras.



Segunda tela

Se há um lugar especial para a segunda tela é no mundo dos esportes. Os aplicativos para smartphones e tablets se integram e potencializam a transmissão televisiva. São recursos interativos como votação em enquetes e envio de fotos torcendo ou informações sobre jogadores, juízes, técnicos, cartões aplicados na partida. Tanto a FIFA quanto a CBF contam com apps oficiais e gratuitos, com a cobertura dos bastidores da seleção e o tempo real dos jogos.



Transmissão mobile

Não é novidade que a Globo faça a transmissão de jogos da Copa pela Internet. O grande diferencial de 2014 é a consolidação de transmissões via web em HD, com conteúdo exclusivo do GloboEsporte.com. Online e disponível também para dispositivos móveis, a cobertura do GE começa antes, com apresentadores e estúdio exclusivo esquentando para o jogo da seleção. Na página, também se acompanha fotos de repórteres e blogueiros do portal, mostrando bastidores da cobertura, detalhes da torcida e muito mais.



Milhões de tuítes

Em eventos mundiais, é o Twitter que ganha força gigantesca nas redes sociais. Continua sendo a rede preferida para que comenta o jogos em tempo real. Foram mais de 12 milhões de tuítes somente no jogo Brasil e Croácia, sendo Neymar Jr. o jogador mais citado. Uma curiosidade é o personagem que foi criado para a rede social: a bola Brazuca está por lá.

Compartilhe

E3 2014 em 10 jogos

A Eletronico Entertainment Expo deste ano tem clima de transição. Ao mesmo tempo que as majors se renovam com jogos e continuações para Playstation 4, Xbox One e WiiU, ainda vemos uma atenção com os consoles anteriores. A coluna Cultura Digital lista 10 jogos que se destacaram nas apresentações da feira. Veja todos os trailers em www.jornaldaparaiba.com.br



Uncharted 4

Drake está de volta em sua jornada de aventuras arqueológicas e um trailer de gráficos incríveis gerou muita expectativa. A Naughty Dog anunciou que esse será o último jogo da série, mostrando um protagonista mais velho e de volta para sua última grande aventura.

Rise of The Tomb Raider
O primeiro jogo da retomada de Lara Croft foi um grande marco da série. Agora, a desbravadora volta para sua ascensão após os grandes traumas que viveu. Um trailer dramático mostra a heroína fazendo terapia e recebendo conselhos do psicólogo.



Zelda

A Nintendo vive a crise de péssimas vendas e a sobrevivência na UTI do portátil 3DS. A apresentação de 50 minutos trouxe um novo Zelda para 2015, com um mundo aberto e gráficos bem bonitos. Um novo Smash Bros virá integrado a minitaturas chamadas Amiibo.



The Order: 1886

O teaser já empolgava com algo pouco comum no mundo dos jogos: o universo steampunk. The Order aparece na E3 com um gameplay assustador e um clima incrível. Em terceira pessoa, estamos no século XIX, com tecnologias que nem existem hoje e… Montros!



The Division

O novo game da Ubisoft para a série Tom Clancy tem um dos trailers mais incríveis dos últimos tempos. Em um mundo aberto, o jogo mistura ação em terceira pessoa e estratégia. Neste multiplayer massivo, a história se passa em uma América pós-apocalíptica.



Far Cry 4

Os fãs da franquia Far Cry piram: um novo jogo da série, agora se ambientando em vilarejos perdidos inspirados no Nepal e Butão. O gameplay apresentado na feira mostra mais da mesma história: mais uma vez você é um estrangeiro perdido e preparado para tiroteios.



Sunset Overdrive

Com data de lançamento divulgada (28 de outubro), Sunset Overdrive chega com muito humor e um mundo hiper colorido para surpreender nos jogos de ação e tiro em terceira pessoa. O jogo apresentou um gameplay empolgante e promete muito no Xbox One.



Mortal Kombat X

Nada menos que impressionante, o gameplay apresentado do novo jogo da série MK mostra o uso da potência gráfica do Playstation 4. As lutas exibidas trazem ainda mais da violência hiper gore, cenários incríveis e novos personagens. Ao fim, a pergunta: "quem é o próximo?".



Evolve

Os criadores do famoso cooperativo online contra zumbis, Left 4 Dead, agora aparecem com o que eles chama de "a evolução dos jogos". Evolve é um jogo de co-op contra um monstro e a novidade é poder escolher uma das classes que tentam mata-lo ou o próprio monstro.



Batman: Arkham Knight

O novo jogo da bem sucedido da série do Batman chega à nova geração prometendo gráficos incríveis. A apresentação na E3 mostrou essa capacidade gráfica, junto a uma novidade que muitos esperavam: poder dirigir o batmóvel em alta velocidade pelas ruas.

Compartilhe

IOS 8: o que vem por aí



Em mais uma conferência anual de desenvolvedores, a Apple apresentou suas novidades em sistemas operacionais, aplicativos e dinâmicas de convergência. Nesta segunda-feira a maçã gigante anunciou a versão 8.0 disponível em setembro, novos aplicativos de saúde e conexão de dispositivos, além de uma nova versão do OS X, sistema operacional dos Macbooks e iMacs.

O mundo mobile da Apple deve tudo a ele e atualiza-lo faz parte não só do seu processo de inovação, como de alavancar suas vendas. As novidades que mais me chamaram atenção:

 

Quicktype
Nada perto do que é o excelente Swiftkey, nativo do Android, mas já um avanço. Ao invés de ir substituindo as palavras à medida que você digita (o que gera incríveis incômodos), o quicktype sugere palavras e você pode seleciona-las.


iMessage

O mensageiro da Apple cada vez parece perder mais espaço diante do Messenger do Facebook e da sua recente compra, o gigante Whatsapp. Agora, o app também permitirá envio de vídeos, áudios e silenciar conversas.

Compartilhamento Familiar
É muito comum entre familiares que se use uma mesma conta na App Store para vários dispositivos, para facilitar a compra de aplicativos. Agora, o iOS 8 vai permitir que as contas se integrem e se use um único cartão de crédito.


HomeKit

Já existem aplicativos (com ou sem jailbreak) que permitem o controle de dispositivos e eletroeletrônicos via iPhone e iPad. Agora, a Apple lança uma aplicativo dedicado, permitindo integração com lâmpadas, televisores, termostatos e afins.


HealthKit
Um central de saúde te ajudar a organizar os dados sobre atividades físicas, exames, consultas, remédios a tomar etc. O HealthKit é um app que agrega os dados disponibilizados por outros, como os de corrida, por exemplo.


O que o HomeKit e HealthKit têm em comum é o fato de serem indicadores de tendências para futuros produtos da Apple. Já se fala bastante sobre um iWatch (a Apple está patenteando o nome em todo o mundo), que além de dar as horas e notificações do iPhone, poderia se integrar ao kit saúde, verificando o pulso, por exemplo. Já o HomeKit nos remete às possibilidades de novos aparelhos domésticos da Apple.

Na conferência também foi apresentado o OS X Yosemite, o novo sistema operacional para Macbooks e iMac. O grande destaque ficou para sua reformulação visual. Parecia pendente, depois das grandes mudanças do iOS 7, que o OS X ganhasse um upgrade de ícones e no visual dos seus aplicativos nativos. Uma grande novidade vem "importada" do iOS: o desktop agora ganha um Centro de Notificações, permitindo checar próximos compromissos, últimos e-mails, etc.

Tudo isso estará disponível a partir de setembro, que deve ser quando acontece o grande evento de lançamentos de novos iPhones, iPods e iPads.

 

Pancadaria


A E3 está chegando e a coluna Cultura Digital sempre traz um panorama pra seus leitores. Mas pra quem gosta de pancadaria as novidades já são nessa semana. Fãs de Street Fighter IV já podem comprar a versão Ultra, com novos personagens e ajustes de equilíbrio nas lutas. O jogo está disponível para PS3 e Xbox 360. Outra novidade foi o teaser de Mortal Kombat X, o eterno rival da série Street Fighter. Na E3 devem ser mostradas mais novidades do jogo que sai em 2015 focando na nova geração.

Compartilhe

Conecte os aplicativos



Com o tempo, eu descobri que tenho problemas com o uso de qualquer tipo de agenda. Seja física ou digital, simplesmente não me disciplino a preencher e verificar rotineiramente para a organização pessoal. Meu hábito mais recorrente é no uso de checklists simples, com as pendências que preciso atender. Para isso eu uso tanto o aplicativo nativo do iPhone, como o mais básico caderno que estiver por perto. Quem sonha com automações que te ajudem na produtividade precisa conhecer o aplicativo If This Then That ("se acontecer isto, faça isso"), ou simplesmente IFTTT.

Criado em São Francisco, Califórnia, o IFTTT é um app intra-apps. Ele aproveita sistemas que tem a API liberada, ou seja, que permitem mashups, para desenvolver conexões entre eles. Um exemplo para simplificar: se você quer ser avisado por SMS sempre que seu chefe mandar um e-mail, ele faz isso para você. Que tal um alarme sempre que alguém fizer uma postagem no Instagram? Precisa ser avisado de pegar o guarda-chuva em dias que houver previsão de chuva? O IFTTT faz todas essas conexões para você, gratuitamente.

Salvar todas as fotos do Facebook automaticamente no Dropbox, Google Drive; criar uma tabela salvando sua agenda do smartphone; usar o e-mail para encontrar o telefone perdido a casa; todas essas soluções o aplicativo chama de "receitas", sempre na dinâmica de "para a ação X execute Y". São mais de 100 aplicativos disponíveis para essas conexões, que se desdobram em centenas de atividades possíveis. Dá pra ser avisado de atualizações de sites, fan pages ou perfis no Twitter e até desligar o interruptor da luz da sala, caso você conte com o sistema WeMo de casas inteligentes.

O IFTTT pode ser acessado no endereço www.ifttt.com e está disponível para Android, iOS e Windows Phone. É através dos aplicativos instalado no smartphone que as conexões com o aparelho são possíveis. Pra não esquecer mais de checar a agenda.

 

Podcast na Paraíba

Sou apaixonado por podcasts desde 2007, quando fiz um trabalho sobre o formato ainda no curso de jornalismo. Sempre senti falta de mais pessoas envolvidas com essa linguagem aqui em João Pessoa, atualizando o formato radiofônico para os nichos do nosso Estado. Nos últimos meses, junto ao podcast Diversitá (diversita.com.br) que venho mantendo desde 2013 com os amigos Daniel Serrano e Giovanna Ismael, encontrei novos produtores de conteúdo para esta mídia. Um deles é o novo Wooncast, do futuro portal de cultura nerd Woon (facebook.com/woonoficial). Ainda no universo nerd estão os casts Nerdebate (nerdebateskpb.blogspot.com.br/), produzido por um grupo de amigos que puxa o grupo Skynerd no Facebook, assim como o Zumbis de Capacete (zumbisdecapacete.com.br), encabeçado por Jonas Félix e mais uma turma de Campina Grande. A grande maioria é semanal ou quinzenal, com programas com 60 minutos de duração. Conhece mais algum? Envie para culturadigital@jornaldaparaiba.com.br.

 

Receita no Whatsapp

A Hellman's resolveu dar os primeiros passos em ações de marketing no Whatsapp. Apesar de ser uma mídia muito diferente para comunicação das marcas, ela tem um potencial participativo muito alto. A marca de maionese criou a ação Whatscook, em que o público pode se cadastrar no site www.whatscook.com.br para pedir receitas. O pedido é que tem um método diferente: você faz uma foto do que tem dentro da geladeira e eles te respondem com algo para preparar no dia.

Compartilhe

O profeta Rubik

Conta-se que o professor de design Ernõ Rubik se inspirou no fluxo do rio Danúbio, em Budapeste, para criar a lógica do seu famoso cubo mágico. O quebra-cabeça colorido, que chegou aos 40 anos nesta semana, foi homenageado pelo Google em uma ótima versão digital em um dos seus Doodles.

O cubo de Rubik é uma metáfora bem adequada para a comunicação social de hoje em dia, em quaisquer das disciplinas possíveis. Na publicidade ou jornalismo, tudo começou com uma comunicação direta, linear, de um único plano. Um quadrado, uma dimensão. Estão nesse prelúdio o jornalismo impresso, os cartazes, os canais que são de compartilhamento difícil e de pouca complexidade tecnológica.

A seguir, a quantidade de mídias começa a crescer. Na metade do século 20 já tínhamos jornais, rádios, canais de TV, cinema e a progressão dessas mídias aumenta a complexidade da comunicação. Uma marca precisa começar a pensar em anunciar em todos esses formatos, para alcançar o público em diferentes momentos e locais. Empresas de jornalismo vão se tornando grupos de mídia, que agregam múltiplas empresas de comunicação. É uma comunicação-cubo, ainda com o compartilhamento travado. São 6 faces, cada uma com sua comunicação linear, plana, com uma complexidade intermediária.

A Internet e a sua navegação (no rio Danúbio?) traz à comunicação o universo de múltiplas cores, possibilidades e dimensões do cubo de Rubik. Sua progressão foi em torno da convergência de mídias em dispositivos. No livro "A Cultura da Convergência" (2009), Henry Jenkins menciona a ideia de caixa preta: o Playstation 3 ou os smartphones agregam todas as mídias. TV, cinema, rádio, imprensa, podcasts, videocasts estão remixados ali, tendo como figura central o consumidor de informação. Ele reposiciona as faces desse cubo para onde quiser, para o lado que deseja mais se aprofundar agora.

A cultura de fãs, o entretenimento casual, a informação factual ou a educação são os vetores deste ser humano do século 21 em sua conexão de rede. Seus interesses se revelam na complexidade transmidiática e se resumem no cubo de Rubik, que completa 40 anos e previu o futuro. São 43 quintilhões de combinações possíveis no cubo - e nas mídias?


Podpesquisa revela público de podcasts


O formato podcast cresce em ritmo mais lento que os vlogs do YouTube, mas está presente no Brasil com bastante força há quase 10 anos, adaptando o rádio para a Internet na lógica on demand. O Nerdcast, do site Jovem Nerd, é notadamente conhecido como o programa mais popular, chegando a mais de 200 mil "plays" por semana. Alguns podcasters brasileiros se organizaram para a segunda edição da Podpesquisa, que busca entender quem é e quais são as impressões do público sobre o que é produzido. Alguns dados: entre quase 17 mil que responderam, a maioria ouve podcast há no máximo 2 anos, o que indica um número crescente de novos ouvintes; 80% são homens e tem 25 anos em média; 54% é universitário e valoriza humor, entretenimento e cultura pop como assuntos de maior interesse. Pesquisa completa em http://podpesquisa.com.br.

 

Simule a baliza

A startup paraibana ThinkBox lançou o jogo VRUM Simulado para tablets e smartphones Android. O simulador é focado em ensinar o jogador a aprender as regras de trânsito do Brasil, como um complemento ao que é ensinado nas autoescolas. A experiência permite simular balizas, estacionar na garagem, entre outras dinâmicas aplicadas na prova prática do Detran para a obetenção da CNH. O app está em versão beta e é gratuito para um teste de 60 minutos, podendo ser usado livremente caso o usuário seja aluno de uma das autoescolas parceiras. Mais detalhes em www.vrumsimulado.com.br.

Compartilhe
Anterior
página 1 2 3 4 5
Próxima