Cidades

HU reabre UTI cardiovascular

Com a UTI cardiovascular funcionando a partir do próximo dia 15, direção do HU prevê a realização de duas cirurgias realizadas por semana.

Rizemberg Felipe
Enquanto as cirurgias não são retomadas no HU, atendimentos são realizados na Clínica Dom Rodrigo


Após permanecer desativada durante 17 meses, a Unidade de Terapia Intensiva Cardiovascular do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW) será reaberta no próximo dia 15, segundo previsão do diretor da instituição, João Batista de Souza.

Instalado no Campus I, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa, o HU, era conveniado à Secretaria de Estado da Saúde (SES) para realizar esses tipos de procedimentos aos pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

No entanto, o setor cardiológico do local foi desativado em janeiro de 2011, por falta de médicos, de enfermeiros, de fisioterapeutas e outros profissionais especializados para atuar na área, como explicou o diretor João Batista. “Esse problema foi resolvido, no início deste ano, após a contratação dos aprovados em concurso público, realizado para o preenchimento desses cargos. Já estamos reestruturando o setor para retomar a realização das cirurgias”, acrescentou.

O diretor não possui dados oficiais de quantas cirurgias deixaram de ser realizadas durante o período de desativação da UTI cardiovascular. No entanto, ele estima que, pelo menos, 130 procedimentos poderiam ter sido feitos ao longo de 12 meses.

“No ano de 2010, foram feitas 130 cirurgias. Acredito que essa é mesma quantidade que poderia ter sido registrada no ano seguinte, se não tivesse ocorrido a desativação e se houvesse a necessidade da população”, detalhou.

Com o retorno das atividades, a previsão do HU é de realizar duas cirurgias por semana. Para isso, serão disponibilizados seis leitos, que serão ocupados também por pacientes que fizeram cirurgias bariátricas. “Nossa intenção é de realizar dois procedimentos por semana, porque não temos condição de fazer uma quantidade maior de cirurgias, porque dispomos apenas de seis leitos”, explicou João Batista.

Enquanto as cirurgias não são retomadas no HU, o atendimento cardiovascular de alta complexidade continua sendo feito gratuitamente na Clínica Dom Rodrigo, que funciona na avenida Dom Pedro II, no Centro de João Pessoa.

No dia 15 de junho, a instituição privada teve a habilitação renovada e continua sendo considerada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) como o centro de referência em alta complexidade cardiovascular da Paraíba. Em seu despacho, o secretário estadual de Saúde, Waldson de Souza, argumentou que a renovação da habilitação foi motivada pela falta de condições físicas do HU em realizar esses tipos de procedimentos.

Veja também