Conheça a versão em audio do Jornal da Paraíba

Um novo
jornal, para
os melhores
leitores.

Assine já
Política

Juiz de CG indefere candidatura de Daniella Ribeiro

Juiz de Campina Grande indefere candidatura de Daniella Ribeiro, por 'aptidão partidária' do candidato a vice

Compartilhe
Felipe Gesteira
Daniella Ribeiro vai recorrer para manter aliança com o PT

Daniella Ribeiro, candidata a prefeita de Campina Grande, teve sua candidatura indeferida na tarde desta quinta-feira (26) pelo juiz Giovanni Magalhães Porto. A assessoria de imprensa da 71ª Zona Eleitoral confirmou a informação. O juiz já havia indeferido a aliança do PP com o PT, do candidato a vice Perón Japiassú (PT), e deferido o direito de PT registrar candidatura própria à prefeitura da cidade com Alexandre Almeida (PT).

A candidata ainda pode recorrer ou até substituir o nome de seu candidato a vice. A senteça do juiz informa que ela é apta a continuar sendo candidata, mas o seu vice não possui aptidão partidária, tirando então, seu direito de participar da chapa. Com isso, a sugestão apresentada é que ela escolha outro nome para o cargo de vice, que pertença à mesma coligação, ou seja, PP, PRTB, PSDC ou PPS.

A assessoria jurídica de Daniella Ribeiro deu a certeza que a chapa vai recorrer, se necessário até o Tribunal Superior Eleitoral, para manter Perón Japiassú como vice. A assessoria disse ainda que a chapa têm o apoio dos diretórios municipal, estadual e nacional do PT. Ainda de acordo com eles, o grupo vai tentar barrar a candidatura de Alexandre Almeida, que, para eles, é ilegal.

Quem reafirmou o apoio da legenda à candidatura de Daniella, e a indicação de Perón Japiassu, foi o presidente estadual do PT, Rodrigo Soares, que ainda mencionou que o candidato a prefeito Alexandre Almeida nunca fez convenção em Campina Grande e “vem atuando de maneira fraudulenta e caluniosa perante o Poder Judiciário e suas instâncias”.