Fabi Cavalcanti
Miguel Cavalcanti

Instituto Nex – um caminho para a conservação das espécies

Imagem retirada da rede social do Instituto Nex

Uma organização não-governamental que desde 2001 atua na defesa e preservação dos felídeos da fauna brasileira, o Instituto Nex abriga mais de vinte felinos.

Onças pintadas, onças pardas e jaguatiricas são algumas espécies que habitam o local.

Localizado a 80km do DF, o instituto atua não só na reabilitação, soltura e monitoramento desses animais, mas também na criação, a fim de promover a conservação de espécies em risco de extinção.

Amanaci, uma das onças que vítima do incêndio no Pantanal, foi acolhida pelo Instituto Nex em estado grave em agosto de 2020.

Símbolo de superação e força, Amanaci sofreu consequências terríveis no incêndio – com queimaduras de terceiro grau nas quatro patas, seus tendões foram destruídos e, sem eles, ela não poderia expor suas garras para alimentar-se.

Após setenta dias de tratamento, incluindo aplicações de células tronco para auxiliar na cicatrização das feridas extensas,  Amanaci recebeu alta, porém, ficou impossibilitada de se reintegrar a natureza e o instituto virou seu novo lar.

Após sua adaptação na nova casa, Amanaci passou a conviver com Guarani, um macho da mesma espécie que também não pode ser reintroduzido na natureza.

No início de março, após 110 dias de gestação,  Amanaci deu a luz a um filhote saudável, trazendo esperança para todos que acompanharam sua história.

O objetivo do Instituto Nex é preparar o filhote, batizado de Apoena, para a vida livre, para ocupar o lugar deixado por sua mãe no Pantanal.