Vídeos paraibanos premiados em Festival Internacional de Curtas

Sweet Karolyne (2009), de Ana Bárbara Ramos, e Casa de Lirismo (2010), de Thomas de Freitas, foram premiados no 21º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo.

Luísa Carvalho
Especial para o Jornal da Paraíba

Os vídeos paraibanos Sweet Karolyne (2009), de Ana Bárbara Ramos, e Casa de Lirismo (2010), de Thomas de Freitas, foram premiados no 21º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. A premiação foi anunciada na última sexta-feira (27), na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

O festival, realizado de 19 a 27, é considerado um dos eventos mais importantes do mundo para filmes em formato de curta-metragem.

Sweet Karolyne, documentário de Ana Bárbara Ramos, recebeu o prêmio de Melhor Filme Caseiro pela Mostra Brasil, além do convite para integrar uma sessão do cineclube ‘Cachaça Cinema Clube’, no Rio de Janeiro.

“O festival é internacional, portanto a visibilidade tanto no panorama brasileiro como lá fora são inestimáveis”, afirma a diretora. O vídeo conta a história da pequena menina Karolyne, sua relação com Elvis Presley e com um galo de estimação chamado Jarbas, que ela considera o seu melhor amigo.

Já a ‘docu-ficção’ Casa de Lirismo recebeu o Troféu Luiz Orlando Silva pela contribuição ao desenvolvimento da linguagem, do cinema e do cineclubismo no Brasil. (Veja teaser logo abaixo)

Veja também  De férias em João Pessoa, Juliette avisa que não abre mão de seu papel social como cidadã

“Estava presente no momento da premiação e me senti honrado por poder contar uma história, fazer poesia e homenagear o meu mestre Nelson Barbosa, tudo ao mesmo tempo”, comemora o diretor Thomas de Freitas.

Além do troféu, Casa de Lirismo percorre um circuito de exibição em diversos cineclubes brasileiros. “Considero meu vídeo uma ‘docu-ficção’, pois foge do formato clássico dos documentários ao trazer um poeta contando a sua história, recitando poesias, além de uma pequena ficção em que se encena uma história contada pelo próprio Nelson”, ressalta Thomas.

O tema ‘Multiplicidades – o cinema, suas diversas formas e conexões com as outras artes’ foi o tema da programação do 21º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo.

Além das categorias competitivas, outras mostras não competitivas trouxeram às telas de São Paulo filmes premiados em festivais de relevância mundial, tais como Jade (2009), de Daniel Elliot, ganhador do Urso de Prata do Festival de Berlim, e a animação norueguesa Homem Raivoso (2009), de Anita Killi, premiado pelo público no Festival du Court-Métrage, Clermont-Ferrand, 2010.