Escolas de diferentes portes vivem realidades distintas para implantar o Novo Ensino Médio na PB

Escolas estaduais estão em processo de planejamento; enquanto as escolas de cidades maiores já estão com definições sobre o novo método de ensino, escolas de pequeno porte ainda estão se organizando.

O Novo Ensino Médio entra em vigor a partir de 2022, para os alunos do 1º ano do ensino médio em todo país. Na Paraíba, as escolas públicas se preparam para o próximo ano letivo enquanto retornam as aulas presenciais.

De acordo com informações dadas ao Jornal da Paraíba pela Secretaria de Educação do Estado, todas as cidades paraibanas possuem ao menos uma escola estadual de ensino médio. Dos 223 municípios paraibanos, 140 possuem apenas uma escola estadual, com o número de alunos variando de 64 a 860.

As escolas públicas com o menor número de alunos de ensino médio na Paraíba são a Francisco Deodato do Nascimento, em São Domingos do Cariri, com 64 alunos; a Bartolomeu Maracajá, em São José dos Cordeiros, com 69 alunos; a Clovis Sátiro, em Areia de Baraúnas, com 71 alunos; a Jairo Aires Caluete, em Parari, com 77 alunos; e a Cônego Machado, em Passagem, com 85 alunos.

O Jornal da Paraíba conversou com os diretores das escolas de São José dos Carneiros, Parari e Passagem. Ambos relatam situação semelhante: estão retornando as aulas presenciais neste ano enquanto se preparam para o Novo Ensino Médio e a mudança para a escola de período integral. 

Enquanto as escolas de cidades como João Pessoa, Campina Grande e Patos já estão, boa parte, em período integral, as cidades menores estão se integralizando agora.

Em São José dos Carneiros, de acordo com Valter Farias, diretor da escola Bartolomeu Maracajá, a equipe pedagógica está se preparando para o Novo Ensino Médio, com orientações aos alunos, familiares e professores.

“Primeiro, a gente trabalha na perspectiva de se adaptar nessa nova realidade e expandir para toda a comunidade”, contou.

A escola também está se preparando para uma reforma. O atual prédio da escola será demolido e outra escola será construída em 2022. São oito turmas de ensino médio no local, sendo apenas uma de 1° ano – a série que inicia o Novo Ensino Médio.

Ainda de acordo com Valter, a escola ainda não sabe se irá implantar o ensino técnico e profissionalizante ainda em 2022. A escola começou a ser integral em 2021, no sistema híbrido, e além da reforma, será necessário a contratação de quatro a cinco professores para o novo modelo de aprendizado.

Em Parari, a comunidade escolar ainda está se preparando:

“Estamos em processo de expansão para Escola Integral Cidadã, estamos adequando o novo modelo à realidade da comunidade escolar. Estamos também preparando a população para o Novo Ensino Médio”, relata Maria Seleste Amorim, diretora da escola Jairo Aires Caluete.

A diretora também conta que será necessário contratar mais professores e que o itinerário formativo não será dado no início de 2022

Em Passagem, a escola Cônego Machado está em reforma e se prepara para o ano letivo de 2022. A escola tem três turmas de ensino médio e, de acordo com a diretora Jurema Kelly, as disciplinas eletivas devem começar em 2022 e os alunos estão empolgados para o novo modelo de aprendizagem. 

Nos maiores municípios paraibanos, João Pessoa, Campina Grande e Patos, a implementação do Novo Ensino Médio está mais avançada. Com as escolas já integrais, a novidade é o modelo de aprendizagem.

Patos possui 10 escolas de ensino médio, com 3.741 alunos. A escola com o maior número de matriculados é a Monsenhor Manoel Vieira, de período integral desde 2017, com 1.464 estudantes. De acordo com Tânia Maria, diretora, a escola já irá ministrar os itinerários formativos em 2022 para seis turmas de 1° ano.

Campina Grande, na escola técnica Padre Emídio Viana Correia, também irá ministrar os itinerários formativos para as sete turmas de 1º ano da instituição, já em 2022, de acordo com o diretor Josenaldo Aquino. De acordo com ele, também deverão ser feita contratações de novos professores para atender a demanda do novo ano letivo.

O Sesquicentenário, em João Pessoa, é a escola com maior número de alunos de ensino médio matriculados: um total de 1.940 matrículas. A escola, de ensino regular, aguarda direcionamentos finais sobre a implementação do Novo Ensino Médio, mas, segundo a diretora Deise Dalto, as disciplinas eletivas começam já em 2022. 

Todos os diretores informaram que novas reuniões com mais definições serão feitas ainda 2021, junto a Secretaria de Educação da Paraíba. O Novo Ensino Médio começa em 2022 para as turmas de 1° ano.

Veja também  Jovem cientista comenta participação no ‘Quem quer ser um milionário’

Sobre o Novo Ensino Médio, a TV Cabo Branco está veiculando, desde a terça-feira (16), no JPB1, uma série explicando o que é este novo modelo e como ele será implementado nas escolas públicas e privadas da Paraíba. A série vai ao ar até esta quinta-feira (18).