Projeto incentiva leitura coletiva de obras de autoras femininas, em Campina Grande

Grupo se reúne nos penúltimos sábados de cada mês para ler e discutir obras de escritoras femininas.

Clube de leitura Nuestra América, só com livros da América Latina. Foto: Reprodução/Leia Mulheres Campina Grande/Redes sociais

Um projeto de leitura literária coletiva em Campina Grande incentiva leitores a se reunirem mensalmente e consumirem obras de escritoras femininas. O projeto “Leia Mulheres” surgiu em 2016, é realizado em uma livraria no Centro da cidade e consiste na organização de clubes de leituras para debater e discutir sobre livros de autoria feminina, ou seja, um estímulo à leitura de mais obras escritas por mulheres.

Para participar dos encontros não precisa de pré-requisito, bastando apenas se dirigir à livraria onde acontecem os encontros e acompanhar os debates e leituras. A escritora Bianca Dantas explica que os leitores devem consumir um maior número de livros escritos por mulheres para reconhecer e dar maior visibilidade ao trabalho feminino.

“Leia mulheres. Antigamente, mulheres só publicavam se usassem pseudônimos masculinos. Para mim, ler mulheres hoje é não só fazer uma reparação histórica com essas escritoras, mas reconhecer que o trabalho delas é riquíssimo”, comenta a escritora.

Segundo uma das mediadoras do clube de leitura, Renata Oliveira, o projeto tem encontros mensais, acontecendo sempre no penúltimo sábado de cada mês, às 16h, na Livraria Nobel, e a prática dos encontros é fundamental para a manutenção do hábito de ler.

“[Os encontros] são essenciais para o estabelecimento do hábito de ler, pois com o compromisso mensal do grupo somos mais estimuladas a manter a disciplina de leitura, sem contar que cada autora traz várias outras referências. Então, a partir de um livro, geralmente já saímos querendo ler mais cinco”, relata uma das mediadoras do projeto.

De acordo com Renata Oliveira, a leitura é fundamental para a formação do senso crítico e, além de tudo, proporciona a formação da educação e do “ser cidadão”.

“Leitura é formação de opinião, senso crítico, estético e ético, empatia, solidariedade. Em última instância, a leitura nos dá ferramentas para sermos cidadãos mais conscientes, consequentes e responsáveis na nossa casa, na nossa vida, nas relações e no mundo”, explica.

Reunião virtual do clube de leitura – Foto: Reprodução/Leia Mulheres/Redes sociais
Veja também  UFPB abre seleção unificada com mil vagas para auxílios estudantis

Bianca Dantas ainda explica que participar de um clube de leitura é importante para o hábito de ler e a escritora valida o potencial proporcionado pela troca de conhecimento adquirido nos debates proporcionados pela experiência de se ler em grupo.

“Participar de leituras coletivas ou clubes de leitura é ótimo para quem quer manter ou mesmo retomar o hábito de ler, porque além do desafio de terminar o livro, você ainda se reúne com pessoas que têm o mesmo interesse para trocar suas impressões. É sempre uma experiência enriquecedora compartilhar a literatura”, comenta a escritora.

Onde ler e consumir obras literárias em Campina Grande:

Livrarias:

  • Espaço de Cultura PB – Centro
  • Livraria Nobel – Centro
  • Livraria Campinense – Centro
  • Maná Livraria – Centro
  • Sebo – O Cata-Livros – Centro
  • Livraria Redentorista – Centro
  • Livraria Paulus – Centro
  • Livraria Leitura – Catolé
  • Canaã Livraria – Prata
  • Editora Casal Dark – Malvinas
  • Lupa Sebo e Livraria – Malvinas

Bibliotecas:

  • Biblioteca Municipal de Campina Grande – Centro
  • Biblioteca Comunitária das Malvinas – Malvinas
  • Biblioteca Poeta Zé da Luz – Dinamérica