Seleção feminina derrotou México

Apesar de superior tecnicamente, o Brasil encontrou dificuldades para chegar ao gol mexicano nos 45 minutos iniciais.

Após o vexame do time masculino, eliminado na primeira fase sem uma vitória, um alento para o futebol brasileiro. A seleção feminina derrotou, ontem à noite, o México por 1 a 0 e se garantiu na decisão dos Jogos Pan-americanos de Guadalajara.

A uma partida do tricampeonato, a equipe nacional (desfalcada das estrelas Marta e Cristiane, barradas pelos seus clubes) terá pela frente a Colômbia ou o Canadá.
Apesar de superior tecnicamente, o Brasil encontrou dificuldades para chegar ao gol mexicano nos 45 minutos iniciais. As chances mais agudas ocorreram por meio de chutes de longa distância e de cruzamentos aéreos.

Já as donas da casa, impulsionadas pela torcida, acabaram prejudicadas pelo nervosismo, mas, mesmo assim, criaram as melhores oportunidades do primeiro tempo. Aos seis minutos, a defesa nacional vacilou e Samarzich marcou por cobertura. Contudo, a assistente já havia assinalado impedimento no lance.

Veja também  Campinense empata com o Náutico na estreia na Copa do Nordeste

Na segunda etapa, as seleções vieram mais dispostas a balançar as redes. Melhor para as comandadas do técnico Kleiton Lima, que, aos 13 minutos, acertaram uma bola na trave, após um disparo do ‘meio da rua’ de Formiga.

Aos 19 minutos, bola na rede. Formiga cobrou escanteio com efeito, a arqueira mexicana falhou e a zagueira Bagé colocou para dentro. Mas a árbitra anulou, alegando que a bola teria saído.

O grito engasgado, enfim, só saiu aos 33 minutos. Franciele colocou na área, a bola passou por todos, menos por Maurine, que arrematou. O tento foi especial, pois a atleta perdeu o pai no último final de semana. Gol da superação.