Clubes menores não estão preocupados com quadro

Na lista dos times que não possuem nem mesmo quadro de sócios estão alguns times que de certa forma têm expressividade no cenário estadual.

Na lista dos times que não possuem nem mesmo quadro de sócios estão alguns times que de certa forma têm expressividade no cenário estadual. Casos de Sousa e de Nacional de Patos, que recentemente foram campeões paraibanos, mas que simplesmente não têm sócios. Os novatos Flamengo Paraibano e Paraíba e o atual vice-campeão paraibano, o CSP, são outros cujos sócios se resumem aos diretores. Geridos como clubes-empresas, são associações em que os presidentes na verdade são praticamente donos do clube.

Ranieri Fonseca (foto), do Flamengo, ainda assim pretende elevar para mil o número de sócios-torcedores do último time fundado no Estado. Mas ao falar de voto, ele é enfático: “São apenas os seis atuais diretores mesmo”, revela sem rodeios, deixando claro que não pretende mudar neste ponto. Já Josivaldo Alves, do CSP, e Tiko Miudezas, do Paraíba, têm outras justificativas. O primeiro diz que primeiro tem que “conquistar uma torcida”, enquanto que o segundo destaca que primeiro precisa “conseguir 11 jogadores para entrar em campo no Paraibano 2012”.

Veja também  Confira quanto Campinense e Sousa vão receber de cotas na Copa do Brasil 2022