Ainda sem público, Campinense recebe o Guarany de Sobral no Amigão, pelas oitavas da Série D

Sabendo que decidirá a vaga fora de casa, Raposa busca bom resultado em seus domínios para ir ao Ceará com vantagem na bagagem

Foto: Samy Oliveira / Campinense

Apenas quatro partidas separam o Campinense do tão sonhado retorno à Série C do Campeonato Brasileiro. E é visando encurtar ainda mais essa distância que a Raposa recebe na tarde deste sábado, no Amigão, em Campina Grande, o Guarany de Sobral, pelo jogo de ida das oitavas de final da Série D. Nas arquibancadas, apesar da autorização do Governo do Estado, da CBF e da Federação Paraibana de Futebol em receber, ao menos, 1000 convidados para a partida, ainda não será dessa vez que o Rubro-Negro paraibano reencontrará o seu torcedor após 19 meses de ausência.

A decisão da entidade máxima do futebol brasileiro se deu após o Guarany de Sobral abrir mão de receber público no Estádio do Junco, na partida de volta do confronto. Logo, buscando garantir a isonomia do duelo, apenas os 80 integrantes da delegação de cada equipe poderão se fazer presentes nas partidas, cenário que deve mudar nas fases posteriores do certame.

Alheio a essas discussões, após a suada classificação nos pênaltis contra o Sergipe, no último domingo, a comissão técnica do Campinense voltou a sua semana de trabalhos à resolução das falhas cometidas nos últimos jogos, principalmente no quesito ofensivo, quando a equipe desperdiçou muitas oportunidades e acabou cedendo o resultado nos dois compromissos diante do Gipão.

Para o compromisso diante dos cearenses, o técnico Ranielle Ribeiro não deverá promover grandes mudanças em relação à equipe que tem ido a campo nos últimos jogos da Série D. Com isso, o trio de ataque composto por Matheus Régis, Cláudio e Fábio Lima, que criaram — mas não converteram — muitas chances nos dois jogos contra os sergipanos, estão confirmados. No departamento médico apenas o meia Renatinho e o zagueiro Iago Leite, que se recuperam de lesão e sequer entraram em campo pela Série D.

Veja também  Após saída de Marcelinho Paraíba, Ederson Araújo assume o comando do Sport-PB na 2ª divisão do Paraibano

Com isso o Rubro-Negro deve entrar em campo com o futebol de: Mauro Iguatu, Felipinho, Michel Bennech, Itallo e João Victor; Rafinha, Patrick e Marcelinho; Fábio Lima, Matheus Régis e Cláudio.

Arquibancadas do Amigão seguirão vazias. Foto: Bruno Rafael/CBN

Transmissão

As emoções da partida poderão ser acompanhadas através do tempo real do ge Paraíba, que começa uma hora antes de a bola rolar no Amigão. Para os amantes da emoção do rádio, com a narração de Abnny Caetano, comentários de Leonardo Alves e reportagens de Afonso Carlos e Marcos Siqueira, a equipe da CBN Campina Grande estará ao vivo direto da maior praça esportiva da Rainha da Borborema para levar todos os lances da partida até o torcedor paraibano. O jogo também terá transmissão em vídeo pela plataforma Eleven Sports, da CBF.

E o adversário?

O técnico Vladimir de Jesus poderá contar com todo o elenco do time para a partida contra a Raposa, com isso, a tendência é que a comissão técnica do Cacique do Vale repita a base da equipe que entrou em campo contra o Galvez, no início da semana. Com isso, os atacantes Hugo e Geraldo, o último que defendeu ainda em 2021 a camisa do Treze, grande rival da Raposa, estão confirmados para a partida.

O Bugre deverá ir a campo com o futebol de: Théo; André Mascena, Danilo Cirqueira, Airton Júnior e Mattheus; Iago Emanuel, Paulista e Raí; Daniel Passira, Hugo e Geraldo.

Arbitragem

A Confederação Brasileira de Futebol escalou o trio de arbitragem mato-grossense Alinor Silva da Paixão, árbitro geral, Marcelo Grande e Paulo Cesar Silva Faria, assistentes, para comandar a partida entre paraibanos e cearenses neste sábado.