Técnico do Campinense exalta a coletividade na classificação para o mata-mata de acesso da Série D

Ranielle Ribeiro falou do coletivo, mas também exaltou a individualidade do atacante Anselmo, que marcou os dois gols do confronto.

Time do Campinense comemorando a classificação em Sobral | Foto: Samy Oliveira / Campinense

Faltam apenas dois jogos para o Campinense coroar com o acesso para a Série C a temporada deste ano. A classificação veio com uma vitória maiúscula diante do Guarany de Sobral, por 2 a 0, onde o Rubro-Negro de Campina Grande dominou as ações em campo do início ao fim. O técnico Ranielle Ribeiro exaltou o trabalho em grupo, e o atacante Anselmo, autor dos dois gols, comemorou o fim da má fase.

O Rubro-Negro foi até Sobral com a vantagem de jogar pelo empate, mas o grupo se impôs em campo de uma forma que foi dominante do início ao fim. Superou o calor de 38º que fazia no interior cearense, e tirou a invencibilidade do adversário dentro do estádio do Junco, onde em oito partidas anteriores, haviam acontecido sete vitórias e um empate. Foi uma classificação maiúscula, que credenciou o grupo às quartas de final, o último mata-mata antes do acesso. O técnico Ranielle Ribeiro falou sobre a partida, dando os créditos ao coletivo, mas exaltando individualmente o atacante Anselmo, que fez os dois gols do duelo.

“Creditamos ao trabalho em conjunto, e também ao acreditar no individual. Poucos acreditavam que o Anselmo poderia nos ajudar, mas ele é um jogador experiente, um jogador que nas horas decisivas teria a condição e a capacidade de fazer, e assim o fez. O trabalho coletivo foi fantástico, ao ponto que nós neutralizamos o Guarany, não demos tanta oportunidade para eles criarem as melhores jogadas e soubemos controlar o jogo e definir na hora que foi necessária”, disse o técnico.

 

Ranielle Ribeiro
Ranielle Ribeiro, técnico do Campinense | Foto: Samy Oliveira / Campinense

Anselmo chegou ao Campinense para suprir uma lacuna no ataque, que necessitava de um centroavante com as características que ele sempre teve. Acontece que o atleta não entrou bem no time, não fez bons jogos e acabou não se firmando na titularidade. Na partida do último domingo o atacante entrou no segundo tempo, e no momento decisivo a experiência e a qualidade do jogador falou mais alto. Os dois gols da vitória foram marcados por ele, que, após a partida falou sobre o momento ruim que vinha passando, e comemorou bastante ter contribuído com a classificação.

Veja também  Botafogo-PB empresta dois jogadores ao São Paulo Crystal, para disputa da Série D

“Eu entendia que o momento não era dos melhores, mas uma coisa que Ranielle sempre falou, que contava com todo mundo, para que todos tivessem com a cabeça boa, para quando tivesse a chance e oportunidade entrar para ajudar. Só nós dentro do clube sabemos do nosso dia a dia, do nosso esforço e eu sabia que em algum momento essa fase ruim tinha que passar. Da mesma maneira que a fase boa temos que aproveitar sabendo que ela tem um fim, a fase ruim também tinha que terminar. Fico muito feliz de poder ter contribuído hoje par que nós pudéssemos passar de fase”, disse o atacante.

 

Anselmo marcou os dois gols da vitória do Campinense diante do Guarany de Sobral | Foto: Samy Oliveira / Campinense

 

Com a vitória o Campinense se classificou na 4ª colocação geral e no cruzamento dos confrontos pegou o América-RN. Na fase de grupos as equipes se enfrentaram duas vezes, e o histórico é favorável a Raposa, que venceu por 3 a 0 no Amigão e empatou em 0 a 0 na Arena das Dunas. Agora vale o acesso, que começa a ser definido no próximo fim de semana, sendo a primeira partida em Natal, ainda com dia e horário a ser definido pela CBF. Já projetando o confronto, Ranielle vê o emocional como um dos fatores cruciais para avançar às semifinais e carimbar a vaga na Série C de 2022.

“Agora é recuperar do jogo, recuperar dessa viagem e pensar no América-RN, para fazermos dois grandes jogos. Sabemos da camisa e do clube que vamos enfrentar. Eles já nos conhecem e nós já os conhecemos, então vai ser um jogo de xadrez, um jogo de equilíbrio emocional e de quem souber aproveitar as oportunidades”, finalizou o técnico.

O elenco do Campinense tem folga nesta segunda-feira, voltando aos trabalhos na tarde da próxima terça-feira, iniciando os treinos da semana decisiva que antecede o primeiro jogo do mata-mata do acesso, contra o América-RN, em Natal.