Marcelinho vê Campinense mais tranquilo na semifinal da Série D, e mira título Brasileiro

Meia da Raposa falou que após a conquista do acesso, a pressão diminuiu e o grupo entra mais leve, mas com foco no novo objetivo, que é a taça da quarta divisão.

Marcelinho, Meia Campinense | Foto: Daniel Lins / Campinense

Após as comemorações do elenco do Campinense, por conta do acesso para a Série C conquistado no último sábado, o elenco do Rubro-Negro já está no Ceará, onde finaliza ainda na manhã desta sexta-feira a sua preparação para a partida contra o Altético-CE. O meia Marcelinho admitiu que após alcançar o primeiro grande objetivo o grupo entra na partida sem tanta pressão, mas que está focado no título da Série D.

Foram 10 anos de luta do Campinense em busca do retorno para a terceira divisão, após a queda para a Série D, em 2011. De lá para cá o Rubro-Negro havia tido duas outras chances de subir, disputando o mata-mata decisivo, o que acabou não acontecendo.

O elenco deste ano iniciou a temporada sabendo a pressão que é defender uma camisa de peso no futebol nordestino e que penava há tantos anos na busca por este acesso, mas soube ter equilíbrio para superar os obstáculos até conseguir alcançar o grande objetivo. Com uma nova meta pela frente, que é o título Brasileiro, o Meia Marcelinho, que no último confronto completou 30 jogo com a camisa do Rubro-Negro pela Série D, falou que o grupo vai para a semifinal mais leve, mas que o foco está na taça da competição.

“Estamos mais leves sim, porque nosso objetivo inicial era o acesso, mas o grupo está fechado e determinado no que quer, que é o título. Vamos fazer dois bons jogos contra o Atlético-CE, para garantir a classificação para a final e daí vamos buscar o título, que é o que queremos agora”, afirmou.

 

Veja também  Campinense inicia “projeto 2022” com novo presidente, permanência de técnico, e montagem de elenco

Marcelinho, meia Campinense | Foto: Samy Oliveira / Campinense

 

Pela frente um Atlético-CE que o grupo conhece bem, pois as duas equipes faziam parte do mesmo Grupo 3. Na primeira fase o Campinense se deu melhor, venceu em Horizonte, pelo placar de 3 a 2, e no Amigão, por 3 a 0. Agora o confronto vale vaga na grande final. Marcelinho admitiu existir uma certa facilidade por já conhecer o adversário, mas que por se tratar de uma fase diferente da competição, a equipe cearense pode ter uma mudança de postura.
“Até que pode facilitar um pouco, porque nós já conhecemos eles, mas agora se torna outro campeonato. É semifinal, não sabemos como serão os jogos, se eles buscarão o jogo ou se vão jogar recuados como sempre jogaram, mas vai ser um jogo bom. Que possamos fazer uma boa partida e buscar um bom placar, para decidir em casa”, disse.
Com a antecipação da partida para o sábado, o Campinense adiantou também sua ida para o Ceará. Na tarde desta quarta-feira o grupo realiza a última atividade em Campina Grande, com um treino no Amigão, e na manhã desta quinta-feira segue para Fortaleza.
Nesta sexta-feira aconteceu o último treino na capital cearense, finalizando a preparação para a primeira partida da semifinal, contra o Atlético-CE. O confronto acontece no Estádio Domingão, na cidade de Horizonte, às 15h.