Ranielle aposta em volta mais elétrica entre Campinense e Atlético-CE na semifinal da Série D

Técnico da Raposa acredita que duelo de ida foi pouco vistoso devido ao calor e ao desgaste do gramado do Domingão, em Horizonte, casa atleticana na competição.

(Foto: Samy Oliveira / Campinense)

Atlético-CE e Campinense terminaram o primeiro jogo da semifinal da Série D empatados em 1 a 1. O jogo realizado na tarde desse sábado, no Estádio Domingão, em Horizonte, foi criticado pelo técnico da Raposa, que admitiu que os dois times apresentaram um futebol pouco vistoso. Para ele, o gramado do palco da partida estava muito desgastado, além de um forte calor que comprometeu o rendimento dos atletas. No entanto, de acordo com o comandante rubro-negro, a partida de volta, marcada para o próximo sábado, em Campina Grande, tem tudo para ser mais elétrica.

Ranielle Ribeiro declarou que já estava esperando uma partida dessa maneira, garantiu que nem o Campinense nem o Atlético-CE conseguiram demonstrar um futebol mais bem jogado, muito por causa do gramado desgastado do Domingão e também pelo forte calor durante os 90 minutos na tarde cearense.

— Não fizemos uma partida vistosa. Eu acho que poderíamos ter feito uma partida mais coesa, mas aí eu entro na pele dos atletas. Entramos para jogar as 15h, um calor enorme. E tem outro ponto, quando jogamos aqui na fase de grupos, o campo estava bem melhor. Isso justifica o comportamento do próprio Atlético-CE, que não conseguiu ser envolvente. Eu acho que teremos um jogo melhor, com Campinense e Atlético-CE jogando melhor num gramado melhor, que é o do Amigão. Também senti um pouco de falta de ritmo de atletas como Juliano, Joílson e de Matheus Régis. Eles costumam entrar em campo, mas falta um pouco disso, e eles certamente estão sendo cobrados, pois possuem potencial para jogarem melhor. Nós sabíamos que não seria o Atlético-CE das fases anteriores, pois o time é muito técnico e não conseguiu imprimir isso diante das dificuldades impostas pelo campo — analisou o técnico do Campinense.

Atlético-CE x Campinense, goleiro Mauro Iguatu, Série D semifinal ida,
Mauro Iguatu foi destaque ao defender mais um pênalti na Série D (Foto: Samy Oliveira / Campinense)

De fato, o primeiro tempo de Atlético-CE e Campinense foi bem fraco, muito aquém do que as equipes, que já conquistaram o acesso à Série C de 2022, podem render. Contudo, a segunda etapa foi bem movimentada. Isso porque os atleticanos abriram o marcador logo aos 5 minutos com Dudu Itapajé. Somente 15 minutos foi que a Raposa conseguiu igualar o marcador, com Vitinho.

Veja também  Semifinais do Campeonato Paraibano Feminino acontecem neste domingo

Depois disso, antes do apito final, o Atlético-CE ainda teve uma grande chance numa penalidade. Alisson Henrique cruzou, e Dênis fez o corte dentro da área do Campinense. O árbitro Fábio Augusto Santos Sá Junior precisou do auxílio do VAR para marcar a penalidade. Na cobrança Dudu Itapajé foi vencido por Mauro Iguatu, que defendeu mais um pênalti na sua carreira marcada por êxitos nesse tipo de lance. Sendo assim, o empate acabou sendo o resultado mais justo.

Sobre a marcação do pênalti para o Atlético-CE, Ranielle Ribeiro afirmou que ainda não tinha visto o lance, mas que foi informado que a marcação não foi correta. Para o treinador, o VAR não deveria interferir em decisões de campo como em lances como esse.

— Eu não vi o lance, por isso não posso comentar. O que eu recebi por ligação é que não foi pênalti. O VAR é benéfico para o futebol, mas acho que ele não deve interferir na decisão do árbitro em lances como esse. Por pouco nós não saímos prejudicados — afirmou Ranielle.

Atlético-CE x Campinense, Série D semifinal ida,
Campinense e Atlético-CE vão definir o primeiro finalista da Série D no próximo sábado (Foto: Samy Oliveira / Campinense)

Com o resultado dessa sábado, Campinense e Atlético-CE seguem igualados e vão definir o primeiro finalista da Série D no próximo sábado, dia 30. O jogo está marcado para as 16h, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Para esta partida decisiva em casa, Ranielle Ribeiro pediu o apoio ao torcedor da Raposa, que certamente vai encher o palco do confronto.

— A gente precisa do nosso torcedor em todo momento. Primeiro no âmbito esportivo, o incentivo e a festa que eles promovem potencializam o nosso futebol. Depois também tem a renda que eles proporcionam, que ajudam a diretoria a seguir adiante no trabalho, para honrar e arcar o que eles estão desenvolvendo no clube — finalizou.

Atlético-CE x Campinense, Vitinho, Ranielle Ribeiro, Série D semifinal ida,
Vitinho comemora o seu gol abraçado ao técnico Ranielle Ribeiro (Foto: Samy Oliveira / Campinense)

A outra semifinal da Série D envolve ABC e Aparecidense. O primeiro jogo semifinal entre potiguares e goianos acontece neste domingo, no Estádio Aníbal Toledo, às 16h. Já a volta vai ser em Natal, no Frasqueirão, próximo domingo.