Pedro Chinês deixa os corredores da feira da Prata para se destacar no time do Campinense

Atacante tem apenas 21 anos e é natural de Campina Grande, onde cresceu ajudando a mãe em um comércio em uma das feiras mais populares da cidade.

Pedro chinês, atacante do Campinense | Foto: Lídice Pegado / TV Paraíba

São nos tempos de turbulência os destaques aparecem e acabam roubando a cena em algum momento, ajudando a passar pelas adversidades, e é assim que o atacante Pedro Henrique, ou Pedro Chinês, do Campinense, vem ganhando o carinho da torcida e também mais espaço com o técnico Ranielle Ribeiro. Autor de um dos gols da virada contra o Confiança, o jovem, que cresceu nos corredores da feira da Prata, em Campina Grande, afirmou que desde a última partida sua vida mudou, e que agora a cobrança e a responsabilidade estão cada vez maiores.

Pedro tem apenas 21 anos e é uma das peças que iniciou a temporada para compor elenco na Raposa. O técnico Ranielle Ribeiro gosta de dar oportunidade aos jovens prata da casa, assim como foi com Cláudio na temporada anterior, e, no momento, quem vem ganhando esse espaço é o atacante Pedro Chinês.

Natural de Campina Grande Pedro desde pequeno intercalou os treinos, ainda no futsal, com as idas para a feira da Prata, onde sua mãe um comércio. Hoje, já como atleta profissional, ele relembra que precisou faltar jogos importantes para ajudar a mãe na feira, mas que nunca desistiu de seu sonho de ser um atleta de alto rendimento.

“Desde pequeno eu vivo na feira da Prata com a minha mãe, que tem um comércio lá. Ajudo ela desde pequeno. Muitas vezes, em finais de Campeonato Paraibano de Futsal, eu não podia jogar pois alguém faltava e eu tinha que ajudá-la. Mas continuei batalhando pelo meu sonho e, felizmente, posso realizar ele aqui no Campinense”, revelou Pedro.

 

Desde pequeno Pedro Chinês ajuda a mãe na feira da Prata | Foto: Lídice Pegado / TV Paraíba

 

Ainda na pré temporada Pedro marcou um golaço no amistoso contra o Globo FC, no Renatão. Ele também marcou gol na partida contra o Nacional de Patos, no Paraibano, e no último sábado fez o segundo gol da vitória por 3 a 2, contra o Confiança. Antes da partida em Aracaju ele já havia feito um bom jogo contra o Manaus, apesar da derrota do Campinense. Ainda tímido e sem estar acostumado com os holofotes, o atacante revelou que tudo mudou para ele desde a partida do último sábado.

Veja também  Campinense faz neste sábado último treino antes da partida contra o São José-RS. Pedro Chinês deve ser titular

“Desde o gol que marquei no sábado para cá minha vida mudou bastante. Tenho dado mais entrevistas, o reconhecimento do torcedor aumentou bastante. Vou na feira e o pessoal me aborda dizendo “parabéns”, “jogou muito bem”, “tira uma foto”, e isso é muito legal. Quando fiz o gol minha mãe afirmou que foi uma festa por lá. Fico muito feliz que tenham pessoas que torçam e gostem de mim”, disse o atacante.

 

Pedro marcou um dos gols da vitória do Campinense diante do Confiança | Foto: Samy Oliveira / Campinense

 

No próximo domingo o Campinense volta a jogar pela Série C, fora de casa, contra o São José. O gramado do Estádio Francisco Novelletto é sintético, e Pedro já é bem acostumado, pois jogou em campos assim no futebol de 7. Ele não sabe se será titular, mas, mesmo assim, se diz pronto para entrar em ação e ajudar quando Ranielle acioná-lo.

“Não sei se serei titular ou não, isso depende do professor Ranielle. O que sei é que vou continuar trabalhando forte, me esforçando o dobro para dar conta de uma cobrança que será maior a partir de agora. Estou preparado e espero dar o meu melhor para ajudar o clube a atingir os seus objetivos”, finalizou Pedro.

São José e Campinense duelam no próximo domingo, às 16h, pela rodada #12 da 3ª divisão.