Entre Linhas

Confira a seleção da 7ª rodada do Campeonato Paraibano

Seleção da 7ª rodada do torneio vem recheada com raposeiros e botafoguenses

Por Expedito Madruga

Foto: Guilherme Drovas/Botafogo-PB

A última rodada da primeira fase do Campeonato Paraibano classificou Sousa e Botafogo-PB diretamente para as semifinais, além de Campinense, Treze, São Paulo Crystal e Atlético de Cajazeiras para a repescagem. O rebaixado foi a Perilima, enquanto que o Nacional de Patos ficou na zona da segurança, sem cair e sem passar de fase. A vitória da Raposa no Clássico dos Maiorais e a goleada do Belo sobre o Trovão deixaram a seleção da 7ª rodada do torneio recheada de alvinegros e rubro-negros. Confira abaixo a seleção da 7ª rodada do Paraibano.

 

+ Confira a seleção de cada rodada do Campeonato Paraibano 2021

 

Goleiro: Camilo (Nacional de Patos) – Mais uma partida destacada pelo Nacional. Não fosse ele, o Sousa teria decidido a partida com mais facilidade no Marizão.

 

Lateral-direito: Felipinho (Campinense) – Fez a sua melhor partida com a camisa do Campinense. Foi uma ótima opção de ataque e ainda deu conta da defesa.

 

Zagueiro: Cleiton (Campinense) – Um golaço de falta. Fora isso, arriscou lançamentos e ainda dominou o ataque do Treze.

 

Zagueiro: Marcelo (Sousa) – Mais uma vez entra na seleção da rodada. O zagueiro do Dino está se consolidando como um dos melhores da posição.

 

Veja também  São Paulo Crystal vai disputar Série D pela primeira vez em 2022; confira anos de estreias de cada clube paraibano

Lateral-esquerdo: Tsunami (Botafogo-PB) – Vem subindo de produção a cada jogo. Com um jogo fácil, apareceu bem no ataque.

 

Volante: Rafinha (Campinense) – Controlou o meio-campo no Clássico dos Maiorais. É o termômetro do time raposeiro sob o comando de Ranielle Ribeiro.

 

Volante: Daniel Costa (Sousa) – Voltou ao time titular depois de ter cumprido um jogo de suspensão. E mais uma vez, demonstrou a importância que tem nesse bom momento do Sousa.

 

Meia: Marcos Aurélio (Botaogo-PB) – Dois gols e muita classe. O MA10 está de volta, para desespero dos críticos. Reassumiu a condição de maestro do Belo.

 

Meia: Juninho (Sousa) – Vem ganhando destaque com gols decisivos nesse bom time do Sousa. Aparece sempre na hora certa para decidir os jogos.

 

Atacante: Luã Lúcio (Botafogo-PB) – Bastaram dois jogos para cair de vez nas graças do torcedor. Driblador e insinuante, parece ter assegurado de vez um lugar no time titular.

 

Atacante: Marcos Nunes (Campinense) – Desta vez não fez gol. Mas incomodou o tempo inteiro a defesa do Treze, se transformando em um dos melhores em campo.

 

Técnico: Gérson Gusmão (Botafogo-PB) – Teve o mérito de mudar a equipe e resgatar a confiança depois de um sofrível empate com o Nacional de Patos. Não à toa, garantiu o G-2 com a maior goleada do campeonato.