Corretor é acusado de pagar R$ 50 por virgindade de adolescentes

Quatorze meninas confirmaram envolvimento com um corretor de imóveis em Patos. Elas disseram que ele pagava entre R$ 10 e R$ 50 pelos programas.

Karoline Zilah
Com informações de Herta Riama, da TV Paraíba

O corretor de imóveis Osório Vieira da Silva Filho, de 53 anos, foi preso em flagrante na quarta-feira (1º) em Patos, sob a acusação de exploração sexual de menores de idade. Cerca de 14 meninas confirmaram envolvimento com ele e disseram que recebiam entre R$ 10 e R$ 50 pelos programas.

Foram as mães das meninas abusadas que denunciaram o corretor ao Conselho Tutelar de Patos. A conselheira Geralda Bezerra informou à reportagem da TV Paraíba que Osório Vieira atuava sozinho, por meio de contato direto com as adolescentes por telefone. Ela apurar que não havia envolvimento de outros aliciadores.

Veja também  Violência doméstica contra crianças e adolescentes cresce 41,2% em um ano, na Paraíba

Geralda também comentou que, segundo as meninas exploradas, o corretor de imóveis chegava a oferecer R$ 50 pela virgindade delas.

As vítimas eram meninas entre 11 e 15 anos de idade, que vinham sendo exploradas há cerca de três anos. No momento em que foi preso, Osório estava acompanhado de duas garotas, uma de 13 e outra de 14 anos. Depois de prestar depoimento, ele foi levado para a penitenciária Romero Nóbrega, em Patos.