Abertas inscrições para concurso da prefeitura de Patos com 298 vagas

Salários oferecidos variam de R$ 954,00 a R$ 2.033,20,

Começam nesta segunda-feira (30) as inscrições para o concurso público da prefeitura Patos, Sertão da Paraíba. São disponibilizadas 298 vagas para níveis superior, médio e fundamental com salários que variam de  R$ 954,00 a R$ 2.033,20, mais gratificações, com jornadas de 20 a 40 horas semanais.

Os interessados em participar do concurso devem acessar o site da organizadora e o prazo vai até 2 de setembro. O valor das inscrições é de R$ 80 para nível superior, R$50 para nível médio e R$40 para os cargos de nível fundamental. A inscrição só será validada após o pagamento da taxa.

O concurso é formado por quatro etapas: prova objetiva, avaliação de títulos , prova prática e curso de qualificação.As provas objetivas estão previstas para acontecer no dia 21 de outubro de 2018, na cidade de Patos. Dependendo da quantidade de inscritos, elas podem ser aplicadas em outros municípios.

>>Confira o edital do concurso de Patos

As vagas são para condutor socorrista, dentista, técnico de enfermagem, recepcionista, psicólogo, auxiliar de saúde bucal, educador físico, médico, nutricionista, advogado, assistente social, cuidador social, terapeuta ocupacional, agente comunitário de saúde, agente comunitário de endemias, professor de nível fundamental para disciplinas específicas, intérprete de libras, professor de libras, contador, procurador, fiscal de obras, pedreiro servente de pedreiro, motorista, músico, operador de máquinas, pintor, topógrafo, vigilante, auxiliar de serviços gerais e guarda municipal.

Veja também  Detran-PB vai implantar Renach digital a partir de julho

Recomendação

Na semana passada, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou que a prefeitura altere o edital. O órgão quer que sejam inseridos 22 cargos na lista de vagas disponíveis ou que sejam demitidas as pessoas que estão ocupando esses postos. A administração municipal tinha até a sexta-feira (27) para responder.

Nesta segunda-feira (30), a procuradoria de Patos disse que vai atender a recomendação, mas não para mudar o edital, e sim demitir servidores.

“Iremos tomar as providências cabíveis, serão demitidos os profissionais contratados dos quais inexiste o cargo e vaga no concurso, justamente para não descumprir a recomendação ministerial, mesmo sabendo que causará prejuízos ao serviços públicos como exemplo a UPA. De modo que é impossível incluir essas categorias no edital do concurso devido à inexistência desses cargos na legislação municipal”,afirmou o procurador Kaio Alves Coelho.

Ainda segundo Kaio, os demais profissionais e categorias citados na recomendação fazem parte de programas e convênios que estão ligados a verbas federais de caráter temporário, esses contratos foram efetivados através de processo seletivo que esta válido, vigente e possuem previsão legal.