Senador da Paraíba antecipa posicionamento sobre a privatização dos Correios

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

 

O projeto de Lei (PL 521/21) de privatização dos Correios ainda não desembarcou no Senado, mas parlamentares da Paraíba já anteciparam seu posicionamento em relação à proposta do governo Bolsonaro. Um deles é o senador Veneziano (MDB). Ele usou as redes sociais nesta sexta-feira (6) para declaração seu futuro voto contrário à matéria, quando ela for posta em votação.

https://www.instagram.com/p/CSQAbjYniDb/?utm_medium=share_sheet

Na mesma esteira deve encaminhar o seu voto a senadora Nilda Gondim (MDB), correligionária e mãe do senador.

Quem ainda não manifestou posicionamento em relação à privatização dos Correios foi a senadora Daniella Ribeiro (Progressista). O seu partido no âmbito da Câmara dos Deputados, no entanto, posicionou-se favorável à entrega da empresa pública à iniciativa privada.

Na Câmara

O Projeto de Lei que trata da privatização dos Correios foi aprovado nesta quinta-feira (5), na Câmara dos Deputados. A proposta, encaminhada pelo governo em fevereiro, autoriza a exploração de todos os serviços postais pela iniciativa privada.

Veja também  Morre aos 91 anos Elza Soares, um dos grandes nomes da música brasileira

O texto-base da proposta foi aprovado por 286 votos a favor, 173 contra e duas abstenções. A matéria causou controvérsia entre os parlamentares.

Da bancada dos 12 deputados federais da Paraíba, sete não participaram da votação. Dos presentes, Hugo Motta (Republicanos) foi o único que votou a favor. Outros quatro, Gervásio Maia (PSB), Edna Henrique (PSDB), Frei Anastácio (PT) e Damião Feliciano (PDT) votaram não.

Ao final da votação da proposta que autoriza a privatização dos Correios, o deputado Vicentinho (PT-SP) afirmou que a oposição está disposta a ir à Justiça contra a venda da estatal.