Revendedores de gás de cozinha e posto de combustivel da PB são autuados por ANP após irregularidades

Em João Pessoa e Santa Rita foram fiscalizados nove postos de combustíveis e três revendas de gás

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Postos de combustíveis e revendedores de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) na Paraíba foram autuados após fiscalização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. O órgão realizou, de 13 a 16 de setembro, ações de fiscalização no mercado de combustíveis. O balanço foi divulgado nesta segunda-feira (20). 

Na capital, uma revenda de gás de cozinha foi autuada por apresentar balança decimal sem verificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e por transportar os recipientes de gás em estruturas conhecidas como “cangalhas”. Essas estruturas são motocicletas simples, que não apresentam a segurança necessária para transportar um material de risco como o GLP. 

Um posto ainda foi autuado por fornecer menos combustível do que o registrado na bomba medidora e por exibir painel de preço em desacordo com a legislação. Em João Pessoa e em Santa Rita foram fiscalizados nove postos de combustíveis e três revendas de gás. 

Cerca de 17 estados foram fiscalizados nestas ações de setembro, entre eles cinco do Nordeste. A Paraíba está entre os estados com autuações mais brandas. 

Nas ações da Agência, os fiscais verificaram se normas como o atendimento aos padrões de qualidade dos combustíveis, o fornecimento do volume correto pelas bombas, apresentação de equipamentos e documentação adequada estão sendo cumpridas. Além da fiscalização de rotina, a ALP também atua em parceria com diversos órgãos públicos.  

 

Veja também  Hospital Pedro I tem baixa ocupação de leitos e recebe pacientes de outras unidades