Crime da tapiocaria: Justiça condena dupla por latrocínio em Campina Grande

Crime teve grande repercussão e foi flagrado por câmeras de segurança

Foto: Ascom

O juiz da 2ª Vara Criminal de Campina Grande, Alexandre Trineto, condenou dois homens acusados de participação na morte do comerciante Josemar da Silva, de 46 anos. Ele foi morto a tiros durante um assalto em sua tapiocaria, no dia 26 de abril deste ano, no bairro das Malvinas, em Campina Grande.

Diego Alves da Costa foi condenado a 22 anos em regime fechado. Ele teria sido o autor dos tiros que matou o comerciante.

Já Wesley de Melo Pereira foi condenado a 17 anos e 6 meses de prisão. Conforme a denúncia do Ministério Público, ele teria dado apoio à ação criminosa, ficando do lado de fora do estabelecimento numa motocicleta e contribuindo para a fuga.

Veja também  Inmet emite dois alertas com perigo de chuvas intensas para 115 cidades da PB

“Não resta dúvida, pela prova coligida nos autos, a responsabilidade criminal dos réus Diego Alves da Costa e Wesley de Melo Pereira, de modo que não há nenhuma causa de exclusão de ilicitude ou que venha a isentá-los de pena, razão pela qual se impõe a condenação como medida de inteira justiça”, discorre a sentença.

No dia do crime Diego Alves entrou no local se passando por cliente e anunciou o assalto. A vítima tentou conter o assaltante e acabou sendo atingida por tiros.