Paraíba lidera ranking de casos de zika vírus como estado mais afetado do Brasil

Quando comparado ao mesmo período de 2020, o número deste an orepresenta um aumento de 345%.

Foto: Divulgação/NIAID
A Paraíba registrou 1.335 casos de zika em 2021, segundo dados do Ministério da Saúde. Quando comparado ao mesmo período de 2020, quando foram notificadas 300 ocorrências da doença, o número representa um aumento de 345% no estado. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (30).
Em relação a outras arboviroses, a chikungunya teve também um número significativo no estado. Com 9 mil casos, a Paraíba ficou em terceiro lugas no ranking do país para mais registros da doença.
Ainda nesta terça-feira (2), a Secretaria de Saúde do Estado (SES) divulgou o boletim epidemiológico de arboviroses mais recente, e os números ultrapassam os apresentados pelo Ministério da Saúde. Conforme a SES, nesta 46º semana epidemiológica (até o dia 26 de novembro), foram notificados 1.454 casos prováveis em 2021, sendo pelo menos 100 casos contabilizados no último boletim.
Em relação à chikungunya, foram notificados 9.437 casos prováveis em 2021, sendo mais de 640 casos nas últimas quatro semanas. O maior número segue sendo nos casos de dengue, com 14.346 notificações até o momento. Esse total representa um crescimento de mais de 1.100 casos prováveis da doença nas últimas quatro semanas.
Segundo a SES, esse aumento dos casos pode ser a atribuído a uma baixa notificação por parte dos municípios em 2020, causada pela pandemia de Covid-19.
Um trabalho consistente de vigilância com os municípios, o lançamento de agendas técnicas periódicas e um reforço sobre a importância da notificação por parte das prefeituras vem sendo feito, conforme a SES.
Além disso, visitas domiciliares de agentes de combate a endemia e de agentes de saúde, para orientar a população, e a elaborações de planos de contingência municipais estão sendo feitos.

Veja também  Inmet emite alerta de acumulado de chuva para João Pessoa e mais 63 municípios; veja lista