Monteiro é escolhida Cidade Mundial do Artesanato para a Renda Renascença

Título inédito no Brasil, foi concedido pelo Conselho Mundial do Artesanato.

Renda Renascença (Foto: Divulgação/Sebrae)

O município de Monteiro, no Cariri paraibano, recebeu o título de Cidade Mundial do Artesanato para Renda Renascença. A decisão foi tomada pelo Conselho Mundial de Artesanato, nesta segunda-feira (23). O processo de candidatura para concorrer ao título inédito ocorreu através das parcerias entre o Governo do Estado, a Prefeitura de Monteiro e o Sebrae Paraíba.

O título é símbolo de reconhecimento e valorização da renda renascença, como cultura e como geradora de emprego e renda no Cariri. Segundo Madalena Arruda, gerente regional do Sebrae Paraíba em Monteiro. “ A partir de agora, esse título representa uma nova vida e um novo momento de desenvolvimento para a região, sendo o mais importante de tudo isso a conquista de uma vida mais digna para as rendeiras do Cariri”, destacou.

Veja também  Mais cinco postos de João Pessoa são autuados por não reduzirem preço da gasolina

Monteiro é a primeira cidade brasileira a integrar a Rede de Cidades Artesãs do Conselho Mundial de Artesanato, mas representa toda a região do Cariri. As cidades de Zabelê, Camalaú, São João do Tigre e São Sebastião do Umbuzeiro concentram a maior parte das rendeiras do estado. Para Madalena, a renda se perpetua de geração a geração, em que as rendeiras continuam resistindo e preservando esse ofício.

A criação do Centro de Referência da Renda Renascença (CRENÇA), inaugurado em 2021, para preservação histórica e cultural, por meio de orientação e capacitação. Segundo a gestora do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Marielza Rodriguez, esse foi um dos projetos que impulsionaram a conquista desse titulo.

Centro de Referência da Renda Renascença (Foto: Divulgação/Sebrae)