Cresce número de casos afogamentos

No verão, esse tipo de ocorrência aumenta, principalmente nas praias. Principais vítimas são do interior do estado.

O período de veraneio, com muito sol, mar, piscina, bebidas e um Litoral cheio de visitantes, ainda preocupa bastante quando o assunto é segurança. Especialmente na água. Mais de 67% das pessoas atendidas em 2011 pelo Corpo de Bombeiros, eram do interior do Estado. Foram 259 ocorrências registradas nas praias do Litoral, com destaque para cinco afogamentos em 2011. Na primeira semana deste ano, os bombeiros registraram duas mortes por afogamento em João Pessoa. No verão, o Corpo de Bombeiros reforça as fiscalizações nas praias para evitar o registro de óbitos por afogamento; estima-se que as ocorrência deste tipo tenham um aumento de 80% neste período.

Os casos de afogamento quase sempre estão ligados à ingestão de álcool por pessoas que não sabem nadar. As principais vítimas desse tipo de ocorrência vem do interior do Estado. Conforme o tenente Alan Roberto, do Batalhão de Busca e Salvamento, a ingestão de álcool interfere diretamente na agilidade das pessoas.

“Durante os finais de semana do verão nós recebemos uma grande quantidade de pessoas de outros municípios que vêm visitar as praias. Para se divertir, a maioria faz uso de bebida alcoólica e se sente confiante para entrar no mar. Estas pessoas acreditam que nadar em piscina ou lago é a mesma coisa que nadar mar e acabam se afogando,” disse o tenente Roberto.

Para garantir a segurança dos banhistas, os bombeiros mantêm fixos 15 pontos de observação com guarda-vidas por todo o Litoral.