Busca por soluções

Superintendente da AETC disse buscar soluções para os prolemas e questionou fiscalização dos transportes clandestinos.

O diretor-executivo da Associação das Empresas de Transporte Coletivo de João Pessoa (AETC-JP), Mário Tourinho, explicou que foi à audiência para anotar as observações no intuito de buscar soluções para as reclamações. Sobre o problema do transporte clandestino, ele questionou os que disseram que esse tipo de transporte nasceu das falhas do transporte público coletivo.

“A recente Lei da Mobilidade Urbana enfatiza a responsabilidade dos órgãos gestores na fiscalização ao transporte clandestino”, disse.

O gerente da Divisão de Ônibus da Semob, Francisco Alcântara, garantiu que o órgão está de portas abertas para garantir o deslocamento da população e vai contribuir com o projeto do Ministério Público. “Vamos levar esse projeto a frente para minimizar ou solucionar o problema do transporte público em João Pessoa”, pontuou durante a audiência.