Mototaxista clandestino é morto a tiros após realizar corrida em CG

Confome a PM, os tiros atingiram a nuca, peito, costas e o braço esquerdo da vítima.

Um homem foi morto a tiros no fim da manhã de domingo (25), no bairro de Bodocongó, em Campina Grande. Conforme a Polícia Militar (PM), a vítima estava trabalhando como mototaxista clandestino e foi assassinado após realizar uma corrida. A polícia ainda não sabe o que teria motivado o crime. Ninguém foi preso.

De acordo com as informações preliminares do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), o caso aconteceu por volta das 10h14. Leandro Gomes de Barros foi atingido por quatro tiros e chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu no local.

Conforme os primeiros levantamentos do Instituto de Polícia Científica (IPC) os tiros atingiram a nuca, peito, costas e o braço esquerdo da vítima. A Polícia Civil (PC) está investigando o caso e acredita que último passageiro da vítima tenha sido o autor dos disparos. A PM realizou buscas na região, mas até a publicação desta matéria não havia informações de presos ou identificados suspeitos de participação nesse crime.