Policiais militares realizam protesto em frente ao Palácio da Redenção

Categoria cobra adição de risco de vida e nomeação de concursados. 

Um grupo de aposentados e inativos da Polícia Militar da Paraíba promoveu, nesta quinta-feira (6), um ato público para reivindicar do governador Ricardo Coutinho (PSB) demandas como a adição do risco de vida e a convocação de aprovados no último concurso da categoria. O protesto aconteceu na Praça do Três Poderes e devido à movimentação, equipes de segurança do Palácio da Redenção acabaram fechando os portões para evitar a invasão.

Com faixas e cartazes, os servidores inativos cobraram que seja cumprido o príncipio da paridade, em relação aos policiais da ativa. Segundo os manifestantes, a remuneração do PM sofre um corte de 40% ao se aposentar. 

Outra queixa apresentada pelos policiais diz respeito ao déficit de 9 mil policiais militares na Paraíba e que isto tem afetado a segurança pública no Estado, sobretudo nas cidades do Agreste e Sertão. O grupo também cobra que sejam nomeados os 178 aprovados e aptos em todas as etapas do concurso, que aguardam a convocação do estado. 

Apesar de não terem sido recebidos pelo governo, o deputado Raniery Paulino (PMDB), que participou do ato, disse que vai ajudá-los na Assembleia Legislativa da Paraíba. “A todos que estão nessa luta, reforço meu comprometimento com a causa e meu apoio a todos, serei a voz de vocês na Assembleia”, assegurou.