Arquidiocese afasta padre citado em denúncias de abuso sexual

Padre Rui da Silva Braga foi afastado após exibição de reportagem do Fantástico.

Padre Rui da Silva (C) está proibido de celebrar missa (Reprodução: TV Paraíba)

O Arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, decidiu afastar o padre Rui Braga. O afastamento ocorreu após a exibição da reportagem do Fantástico, da Rede Globo, no dia 20 deste mês, mas só veio a público nesta terça-feira (29). Foi instaurado um procedimento interno para apurar as denúncias. A revelação foi feita pelo vigário geral, padre Luiz Júnior, nesta terça.

Com a decisão, o padre Rui Braga deixou de celebrar missas. Ele era o único, dos quatro citados na reportagem do Fantástico, que não estava afastado. A assessoria de imprensa da Arquidiocese da Paraíba declarou que o religioso está hospitalizado, devido a um problema de pressão, mas não informou desde quando nem em qual unidade de saúde.

Nesta segunda-feira (28), novas denúncias de abusos sexuais cometidos por padres contra crianças e adolescentes foram exibidas pela TV Cabo Branco. Entre os religiosos citados, está o padre Rui. Segundo o promotor Guilherme Lemos, o Ministério Público da Paraíba deve instaurar um procedimento para investigar as novas denúncias.