Testes rápidos para coronavírus chegam a 36 municípios paraibanos a partir desta sexta

Governo vai concentrar os esforços na região que tem mais de 80% dos casos na Paraíba.

Foto: Ministério da Saúde / BBC
Foto: Ministério da Saúde / BBC

A Secretaria de Estado da Saúde começa, nesta sexta-feira (24), a distribuir os testes rápidos da Covid-19 para 36 municípios paraibanos. Inicialmente serão entregues o primeiro de 20 mil, de um total de 310 mil que foram adquiridos pelo governo do estado. Os testes rápidos serão utilizados nas pessoas a partir do 8° dia do início de sintomas de síndrome gripal (febre, tosse seca, dor de garganta, dor no corpo) e ofertados nos serviços de saúde do Estado.

“O teste rápido é um modelo de triagem. Não um teste confirmatório. Ele pode indicar se a pessoa está infectada ou recuperada da infecção. Trata-se de uma ferramenta que funciona como auxílio no diagnóstico de infecções primárias e secundárias pelo novo Coronavírus. Existem limitações, pois o caso suspeito deve esperar um período mínimo de oito dias para que o sistema imunológico possa produzir anticorpos em quantidade suficiente para ser detectado pelo teste. Se o teste rápido apresentar o resultado positivo, o ideal é confirmar com o exame PCR”, explicou o secretário executivo de Gestão de Redes de Saúde, Daniel Beltrammi.

Os testes rápidos serão distribuídos em serviços estaduais e municipais para testagem do público-alvo mantendo o fluxo de registro das informações via sistemas oficiais. Todo caso com teste reagente deverá ser informado ao Estado de forma imediata. Neste primeiro bloco de testagem, a Vigilância Epidemiológica vai trabalhar com as unidades sentinelas, a exemplo das UPA’s, que é onde costumam chegar mais casos de síndrome gripal.

 

Prioridade

 

“Vamos testar os 223 municípios, porém, neste primeiro lote, vamos concentrar os esforços na região que tem mais de 80% dos casos da Covid-19 na Paraíba: João Pessoa, Santa Rita, Cabedelo, Bayeux. A intenção é ampliar a testagem quando os próximos lotes chegarem”, informou a secretária executiva da Saúde, Renata Nóbrega.

“Em João Pessoa, de acordo com a pactuação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a SES, a proposta é priorizar o banco de pessoas que já fez contato através dos números telefônicos da SMS ou através das Unidades de Saúde da Família. Serão disponibilizadas 30 equipes para retornar a essas solicitações e avaliar a necessidade de fazer a testagem”, afirmou Renata. A mesma estratégia da capital deve ser usada em Campina Grande, por meio dos serviços de referência.

 

Veja onde serão realizados os primeiros testes:

  • 2ª Gerência Regional de Saúde (GRS): referência será a UPA de Guarabira;
  • 3ª GRS: testes rápidos serão realizados no Hospital Municipal de Esperança, no Centro de Testagem de Esperança e no Hospital Municipal de Areia;
  • 4ª GRS: oferta dos testes rápidos será no Centro de Testagem de Cuité, Centro Testagem de Picuí e Hospital Regional de Picuí.
  • 5ª GRS: hospital de Sumé, Hospital de Serra Branca, UPA de Monteiro;
  • 6ª GRS: Hospital Regional de Patos ou UPA de Patos e Hospital Sinhá Carneiro, em Santa Luzia;
  • 7ª GRS: Piancó, Conceição, Hospital Regional de Itaporanga;
  • 8ª GRS: Hospital Regional de Catolé, Hospital Municipal de São Bento, Hospital Municipal de Brejo do Cruz;
  • 9ª GRS: UPA de Cajazeiras, Posto de Testagem Uiraúna, Hospital Municipal de São José de Piranhas;
  • 11ª GRS: Hospital de Princesa Isabel, Hospital Municipal de Princesa Isabel, Hospital Municipal de Água Branca e Hospital Municipal de Juru;
  • 12ª GRS: UPA de Ingá, Hospital Municipal de Pedras de Fogo, Posto de Testagem de Itabaiana
  • 13ª GRS: Pombal Hospital Regional de Pombal, UPA de Pombal, Hospital Municipal de Paulista;
  • 14ª GRS: Posto de Testagem de Mamanguape, Secretaria Municipal de Saúde e Hospital Regional;
  • 15ª GRS: Hospital Regional de Queimadas, Hospital Municipal de Aroeiras, Hospital Municipal de Boqueirão;
  • 16ª GRS: Hospital Geral de Taperoá e Hospital Municipal de Soledade.