Monitora Covid-19: Sertão, Cariri e Brejo utilizam menos o aplicativo do Estado

Aplicativo pode ‘desafogar’ atendimentos em unidades de saúde, mas concentra 60% dos downloads no Litoral.

Foto: Thilo Schmuelgen/Reuters
Imagem: Reprodução/Secom PB

As populações das regiões do Sertão, Cariri e Brejo da Paraíba são as que menos utilizam os serviços disponíveis através de um aplicativo que monitora os casos de Covid-19 no estado. Segundo dados do Governo da Paraíba, até esta sexta-feira (26) mais de 7,5 mil pessoas foram atendidas através do “Monitora Covid-19”, mas a capital João Pessoa é quem possui a maioria dos usuários, com 60% dos downloads.

De acordo com a gerente operacional de Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Rayanna Coelho, a população da Região Metropolitana de João Pessoa aderiu à proposta do aplicativo, e tem se beneficiado com os atendimentos online e gratuitos. No entanto, as demais regiões do estado podem não estar recebendo a mesma assistência por falta de adesão.

“Provavelmente, as pessoas atendidas por meio do aplicativo iriam à procura de uma unidade, em busca de dúvidas simples. Através do aplicativo, tiveram atendimento e os casos foram resolvidos. Pretendemos dar essa mesma resposta nas regiões do Cariri, Brejo e Sertão. Por isso, é tão importante que a população se cadastre”, comentou Rayanna Coelho.

O “Monitora Covid-19” proporciona atendimento médico em até 48 horas, e as pessoas podem ser atendidas em casa ao serem encaminhas às unidades de saúde mais próximas, em casos mais graves. A ferramenta funciona, ainda, como forma de triagem de classificação de risco, e tem como o segundo maior estado que mais o acessa a Paraíba, que fica atrás somente da Bahia.

As pessoas podem baixar o Monitora Covid-19 através de lojas de aplicativos. Ele está disponível tanto para sistema Android quanto para IOS.