Ampliação das linhas de ônibus e trens em João Pessoa começa nesta segunda

A medida foi tomada para evitar excesso de ocupação nos transportes.

Foto: Divulgação/Secom-JP
Foto: divulgação/Secom-JP

A partir desta segunda-feira (10), oito linhas de ônibus serão reforçadas com veículos extras e ônibus truncados, que comportam um maior número de passageiros, em João Pessoa.  A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de João Pessoa também amplia para seis novas viagens de Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) na Região Metropolitana da capital.

Segundo a Superintendência de Mobilidade Urbana da capital paraibana (Semob-JP), a medida foi tomada para evitar excesso de ocupação nos transportes. Com as mudanças, a linha 1001 terá a frota ampliada, e a quantidade de ônibus, portanto, vai passar de quatro para seis veículos. Já as linhas 5120, 1500 e 5100 ganharão mais ônibus articulados.

As linhas 510, 301, 207 e 302 vão receber veículos truncados, com capacidade para 46 passageiros sentados. Na prática, essa ampliação implica aumentar mais oito passageiros a mais que nos ônibus convencionais, segundo a Semob-JP.

As intervenções são possíveis devido a um monitoramento diário feito pela Semob-JP para verificar o quantitativo de passageiros em cada viagem. Segundo a prefeitura, a implantação das linhas téteu foi resultado do diálogo com os sindicatos municipais das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros (Sintur-JP) e das Empresas de Hospedagem e Alimentação (Seha-JP).

Trens

Foto: Everaldo Ricardo/CBTU João Pessoa

Com a ampliação dos horários, os trens começam a circular a partir das 5h25 para Cabedelo e das 5h29 para Santa Rita até as 10h45, encerrando na estação João Pessoa. No período da tarde, os VLTs reiniciam as viagens às 13h19 para Cabedelo e às 13h33 para Santa Rita, terminando a operação comercial às 18h55 em João Pessoa, de segunda a sexta-feira.

O uso de máscaras de proteção facial permanece obrigatório no sistema de trens. Como medida de proteção, a CBTU tem realizado desinfecção e sanitização periódica das estações e trens, além de ter disponibilizado pias com água, sabão e papel toalha na Estação Central e dispenser com álcool em geral no ingresso ao sistema.

As áreas de filas foram sinalizadas com marcação de dois metros de distância e as janelas do VLT foram abertas para garantir a circulação de ar no interior do trem.