Polícia devolve ao mangue mais de 160 caranguejos-uçá capturados no período de defeso

Captura do animal está proibido, por causa do período de reprodução, também conhecido como ‘defeso’.

Foto: Divulgação/PMPB
Polícia devolve ao mangue mais de 160 caranguejos-uçá capturados no período de defeso. Foto: Divulgação/PMPB

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) da Polícia Militar da Paraíba realizou a soltura de mais de 160 caranguejos-uçá, que haviam sido capturados por um homem na noite do sábado (16), em Bayeux. Os animais, que estavam presos em um saco, foram devolvidos por policiais a uma área de mangue na Região metropolitana de João Pessoa.

A captura desses animais está proibida devido ao defeso, que é quando os animais ficam mais vulneráveis e saem das tocas para reprodução no manguezal. Durante o defeso está proibido ainda o transporte, armazenamento e comercialização do animal sem a autorização dos órgãos ambientais.

Quem for flagrado nessa prática será autuado por crime ambiental, com pena de um a três anos de detenção, além de multa. Desde o começo do mês que o BPAmb tem feito uma campanha de orientação por meio das redes sociais e em contato com comerciantes de feiras e bares, alertando sobre as regras para o período.

A temporada reprodutiva do caranguejo-uçá acontece em quatro períodos: 14 a 19 de janeiro, 29 de janeiro a 3 de fevereiro, 28 de fevereiro a 5 de março e 29 de março a 3 de abril.

Durante a ação policial realizada no sábado, o suspeito conseguiu fugir pela vegetação, mas os animais foram encontrados e libertados em um local seguro.