Patrimônios de deputados cresceram até 400% durante mandato

Deputado federal Efraim Filho (DEM) e o estadual Ranieri Paulino (PMDB) bateu o recorde de evolução patrimonial nos últimos quatro anos.

Aline Lins
Do Jornal da Paraíba

O deputado federal Efraim Filho e mais nove deputados estaduais estão entre os dez parlamentares paraibanos que tiveram as maiores evoluções patrimoniais nos últimos quatro anos. Um estudo da ONG Transparência Brasil revelou que, entre 2006 e 2010, dois parlamentares paraibanos tiveram uma evolução patrimonial de mais de 400%: o estadual Ranieri Paulino (PMDB) e o federal Efraim Filho (DEM).

Do restante, quatro ultrapassaram os 200% de aumento em relação à renda declarada há quatro anos, e outros quatro tiveram nesse período uma evolução do patrimônio superior aos 100%.

O site Transparência Brasil mostra que o deputado estadual Ranieri Paulino (PMDB) encabeça a lista dos parlamentares que tiveram a maior evolução patrimonial. De R$ 95.714 em 2006, ele passou para um patrimônio de R$ 484.384, em 2010, o que representou um crescimento de 406,1%.

Na mesma ordem, o patrimônio do deputado federal Efraim Filho (DEM) passou de R$ 142.061, em 2006 R$, para 718.782, em 2010, um aumento de 406%.

O deputado estadual Márcio Roberto (PMDB) saiu de um patrimônio de R$ 120.500, em 2006, para R$ 480.000, em 2010, aumentando, portanto, 298,3%. Trócolli Júnior (PMDB) saiu de uma renda declarada em 2006 de R$ 221.036 para R$ 792.190, em 2010 (258,4%).

Já o deputado estadual Dr. Verissinho (PMDB) tinha em 2006 um patrimônio de R$ 282.615, e em 2010, esse valor chega aos R$ 942.209 (233,4%).

Primeiro secretário da Assembleia, o deputado Lindolfo Pires (DEM) passou de R$ 288.000 para R$ 893.159 (210,1%).

Aguinaldo Ribeiro (PP), que tinha declarado R$ 1.350.998, pulou para R$ 3.575.094 (164,6%). Jeová Campos (PT) apresentou uma evolução de 160%, ao sair de R$ 205.000, em 2006, para R$ 533.000, em 2010.

Guilherme Almeida (PSC), com R$ 218.151 em 2006, e R$ 557.073, em 2010, teve um aumento de 155,4%. O deputado João Henrique (DEM), que tinha declarado R$ 742.964 em 2006, agora tem R$ 1.851.920 (149,3%).

Reação

O deputado Trócolli Júnior disse ontem, na Assembleia, que vive do seu salário e sua renda é compatível com o salário que ganha, portanto não tem nenhuma preocupação quanto a essa evolução mostrada pela ONG.

“A minha declaração de imposto de renda é aberta, pago meus tributos em dia e meu patrimônio é completamente compatível com a renda que tenho”, garantiu.

Já o deputado Jeová Campos contestou os números divulgados pela ‘Transparência Brasil,’ afirmando que, pelo contrário, seu patrimônio “minguou” nos últimos anos.