Base do governo diverge do ‘comandante’ e cria Conselho Antidrogas nas escolas

Veto do governador foi derrubado e a lei foi promulgada hoje. Agora, os deputados têm a tarefa de fiscalizar.

O Diário Oficial do Estado de hoje traz a promulgação da lei que cria o Conselho Escolar Antidrogas em todos os estabelecimentos de ensino do Estado da Paraíba. O projeto havia sido vetado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB). Na justificativa, o governo alegou que não era atribuição dos deputados “se meter” em ações administrativas das secretarias estaduais. O argumento não convenceu deputados da oposição e muito menos os governistas, que, na defesa da derrubada do veto, entenderam que não vai gerar custo e não se trata de uma intromissão.
 
O próprio presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB), divergiu da justificativa do Estado para vetar a matéria. Outros parlamentares governistas também se pronunciaram a favor do projeto de lei de autoria do deputado da oposição, Bruno Cunha Lima (PSDB). Resultado: o veto do governador foi derrubado e a lei foi promulgada hoje. Agora, os deputados têm a tarefa de fiscalizar. Saber se as escolas, realmente, vão criar os tais Conselhos, que, segundo os defensores, ajudará pais, professores e educadores a manter o debate sobre o assunto na sala de aula, alertando, constantemente, sobre a necessidade de combater o uso de drogas lícitas e ilícitas.