João Paulo Medeiros

Prefeituras de 23 cidades da Paraíba cancelam festas por conta de pandemia. Confira a lista

Decisão conjunta foi tomada pela Associação dos Municípios do Cariri e Agreste e leva em conta os efeitos provocados pelo coronavírus

Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

O coronavírus tem provocado prejuízos para a saúde, o cotidiano e a economia das cidades paraibanas. Mas tem sido devastador também com a cultura popular. Depois de Campina Grande e Patos, que adiaram a realização dos festejos juninos, 23 cidades do Cariri do Estado decidiram suspender a realização de festas juninas e de emancipação política. A decisão conjunta foi tomada por municípios que fazem parte da Associação dos Municípios do Cariri e Agreste Paraibano (AMCAP).
A medida, claro, atende às recomendações das autoridades de saúde (para evitar aglomeração) e também leva em consideração o momento de dificuldade econômica vivido pelos municípios. E não há outro caminho. O momento é de unir forças e destinar recursos para a saúde pública dos paraibanos.
No Sertão do Estado, cidades do Vale do Sabugi já tinham anunciado o mesmo posicionamento. No caso de Santa Luzia, por exemplo, que realiza o mais antigo São João do Estado, a prefeitura estima economizar R$ 700 mil com as festividades.
Estão canceladas as festas de São João e emancipação de cidades como Amparo, Boa Vista , Camalaú , Congo , Coxixola , Cabaceiras, Caraúbas, Gurjão , Livramento, Monteiro, Ouro Velho, Prata, Parari, São João do Cariri , Sumé , Serra Branca , São José dos Cordeiros, São João do Tigre , São Sebastião do Umbuzeiro , São Domingos do Cariri , Santo André , Taperoá e Zabelê.

Veja também  Após cirurgia e ‘jejum’ em eventos, Romero e Bruno participam de inauguração em Campina