João Azevêdo vai cancelar ponto facultativo no ‘feriadão’ de Carnaval na Paraíba

Medida deve ser publicada no Diário Oficial deste sábado (30).

Foto: Francisco França/Secom-PB
Foto: Francisco França/Secom-PB

O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), decidiu cancelar o “feriadão” de Carnaval, que aconteceria entre os dias 13 e 17 de fevereiro. O decreto deverá ser publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado (30), conforme informações do jornalista Laerte Cerqueira, anunciada no Bom dia Paraíba, na manhã desta sexta-feira (29).

A informação foi confirmada por uma fonte do governo, que explicou que o governo está apenas alinhando os detalhes do que será permitido abrir ou não no período, no estado, num esforço para evitar ao máximo o aumento de aglomerações em meio à pandemia da Covid-19.

Logo após a publicação da matéria, o governador João Azevêdo confirmou o cancelamento em sua conta oficial no Twitter. “Lembramos que, mesmo os lotes de vacina chegando no estado, é preciso manter os cuidados de sempre, especialmente evitando aglomerações. Vamos pensar em comemorações em outro momento, quando a maioria da população estiver vacinada”, complementou, em outra postagem.

A preocupação do governo estadual é com relação ao aumento de casos de contaminação no estado. Segundo o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde, a Paraíba tem atualmente 188.290 casos confirmados e 4.025 óbitos contabilizados desde o início da pandemia.

A decisão de cancelar o ponto facultativo será tomada em meio a grande cobrança por definição do governo da Paraíba, já que outros estados, como o vizinho Pernambuco, já havia definido pela suspensão do feriadão para evitar aglomeração.

Além do cancelamento formal do feriadão, governo e prefeituras já vem tomado medidas para desestimular os festejos com aglomeração. A prefeitura de João Pessoa foi a primeira anunciar o cancelamento do Folia de Rua e do carnaval Tradição. No rastro da capitais, outras cidades do Litoral paraibano, como Cabedelo, Mamanguape e Conde também decidiram que não vão realizar a festa este ano.