Câmara de CG retoma sessões presenciais com funcionários afastados

Quatro estão afastados e outros seis apresentaram sintomas de infecção.

A Câmara Municipal de Campina Grande retomou as atividades parlamentares nesta terça-feira (2) com uma sessão ordinária presencial. A volta aos trabalhos aconteceu com  ao menos quatro funcionários da Casa afastados e outros seis por apresentarem sintomas de infecção pela doença. As sessões vão acontecer de forma híbrida. 

De acordo com o vereador Marinaldo Cardoso (Republicanos) , presidente da casa legislativa, 16 colaboradores testaram positivo para o novo coronavírus em uma testagem coletiva realizada há quinze dias.

Depois, mais quatro funcionários também tiveram diagnóstico positivo. Eles, segundo Marinaldo Cardoso, trabalharam no prédio da câmara até a segunda-feira (1º) e foram afastados nesta terça. Os outros seis ainda não fizeram testes que comprovem a infecção.
Os que testaram positivo atuam em diferentes setores da Casa, inclusive assessores de vereadores. No entanto, não há parlamentares infectados.

Marinaldo disse que a sessão realizada nesta terça atendeu o limite de público de 100 pessoas. E também só foi permitida a entrada dos parlamentares, assessores e imprensa.

Não há previsão de retorno de sessões apenas no formato remoto. No entanto, Marinaldo informou que se o quadro epidemiológico da cidade se agravar, a decisão pode ser redefinida.

O parlamentar disse, ainda, que o local adotou medidas de prevenção ao contágio pela Covid-19 como medição de temperatura corporal, uso de máscaras, álcool em gel e o distanciamento.