Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Sindicato dos médicos da PB cobra da prefeitura de Monteiro pagamento de insalubridade e adicional noturno

Por LAERTE CERQUEIRA

Foto: Jornal da Paraíba

O Sindicato dos Médicos da Paraíba está cobrando da prefeitura de Monteiro o pagamento, aos profissionais, do adicional de insalubridade em grau máximo (20%) sobre o vencimento básico do servidor, como determina uma lei municipal.

O Simed-PB alerta que o valor já deveria estar sendo pago desde março, quando surgiram os primeiros casos de Covid-19 na Paraíba, já que os profissionais de saúde estão sofrendo alto risco de contaminação pela doença.

O documento enviado à prefeitura, no último dia 04, com a “fatura”, cobra também a implantação do adicional noturno de 50% aos médicos, como determina lei municipal, que garante esse direito aos servidores que trabalham das 22h às 5h.

Veja também  João admite participação da iniciativa privada, mas nega privatização da Cagepa

Mortes 

Dede o início da pandemia até esta segunda-feira (15/02), 31 médicos morreram vítima da Covid-19 e vários já foram contaminados. O sindicato pede que o pagamento seja retroativo a março/2020.

Prefeitura

Em contato com o Conversa Política, a prefeita de Monteiro, Anna Lorena (PL), afirmou que o ofício “ainda não chegou no gabinete”. A gestora prometeu se informar sobre os pedidos e assim que tiver conhecimento, emite uma nota.

Assim que a informação for repassada pela prefeitura, atualizamos esta matéria.