Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Depois de reclamações e de pedido oficial, rio Paraíba voltará a receber água do São Francisco

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES

Monteiro. Foto: G1

O leito do rio Paraíba voltará a receber água do projeto de Transposição do Rio São Francisco, depois de um ano do fechamento das comportas, em Pernambuco.

O anuncio oficial da liberação da água do Eixo Leste, em Monteiro (PB), foi feito por meio de nota do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Coincidência, ou não, a abertura das comportas em Pernambuco, com água chegando com mais volume à Paraíba, acontece no dia que o presidente Jair Bolsonaro passa por essas “bandas”.

A medida atende solicitação feita em 12 de fevereiro pela Secretaria da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente (Seirhma) do Estado. E depois de muitas reclamações de políticos e de autoridades paraibanas.

Rio Paraíba e barragem de Acauã

O governo paraibano solicitou a liberação emergencial da água por duas razões principais: pela necessidade de perenizar o Rio Paraíba, entre Monteiro e a Barragem Boqueirão, viabilizando a captação de água para consumo humano nesse trecho; e para dar continuidade aos testes de comissionamento no lote 1 do Canal Acauã/Araçagi.

Veja também  Ex-estagiária do MP, Juliette se posiciona contra a ‘PEC da Vingança’

No momento, a Barragem Acauã encontra-se com 13,78% de sua capacidade, o que é insuficiente para a realização dos testes, de acordo com o Governo do Estado.

Justificativa da paralisação 

Em decorrência das chuvas abundantes, em 2020, o bombeamento do Projeto São Francisco na região havia sido interrompido no segundo trimestre, já que os reservatórios apresentavam segurança hídrica.

Na fase atual, em que a operação comercial não está formalizada, o Projeto São Francisco prioriza situações emergenciais.

Com informações de nota do MDR