Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Mais de 20 políticos morreram na Paraíba após um ano de pandemia da Covid-19

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

O primeiro caso confirmado de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19) completa um ano hoje (18), na Paraíba. De lá pra cá, acumulamos 241 mil pessoas infectadas pelo vírus, mais de 5 mil mortas e ao menos 172 mil conseguiram se recuperar da traiçoeira doença. Números que representam famílias e rostos, alguns bem conhecidos do público.

Apenas na seara política, foram cerca de 20 mortos por complicações decorrentes da covid-19.

Os infectados são incontáveis. Apenas entre os deputados estaduais e os parlamentares do Congresso Nacional (deputados federais e senadores) mais de 30% foram contaminados. Isso, contando os que assumiram publicamente.

O Conversa Política lembra alguns desses políticos ou pessoas que tiveram atuação e passagens marcantes na vida política do estado e morreram de Covid-19 no último ano.

Maio

Lúcia Braga

A ex-deputada e ex-primeira dama do Estado da Paraíba, Lúcia Braga, morreu no dia 08 de maio de 2020, aos 85 anos, vítima da covid-19.

Wilson Braga

O ex-governador da Paraíba e ex-deputado, Wilson Braga, também morreu, aos 88 anos, vítima do novo coronavírus no dia 17 de maio do ano passado, nove dias após a sua esposa Lúcia Braga.

O casal Wilson Braga e Lúcia Braga morreram de covid-19 num intervalo de 10 dias. Foto: Arquivo Pessoal

Dinaldo Wanderley

O ex-prefeito de Patos e ex-deputado, Dinaldo Wanderley, morreu, vítima de covid-19, no dia 24 de maio do ano passado. Ele comandou a prefeitura de Patos por dois mandatos, eleito em 1996 e em 2000. Também foi deputado estadual entre 2004 e 2008.

Zezinho Preá

O ex-prefeito de Cubati, José Medeiros Dantas, mais conhecido como Zezinho Preá, morreu aos 89 anos em decorrência da covid-19. Ele sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e foi diagnosticada a infecção pelo novo coronavírus ao ser hospitalizado.

Junho

Zenóbio Toscano

O ex-prefeito e ex-deputado estadual Zenóbio Toscano morreu no dia de junho do ano passado, aos 75 anos. Ele estava internado desde o dia 6 de junho em tratamento contra a Covid-19, mas no dia 13 sofreu um novo Acidente Vascular Cerebral (AVC), desta vez hemorrágico, o que agravou o quadro de saúde o levando à morte.

Eleito prefeito de Guarabira em 7 de outubro de 2012, Zenóbio foi reeleito em 2016 e estava finalizando o seu segundo mandato. Ele foi eleito deputado estadual por cinco vezes, nos anos de 1990, 1994, 1998 e 2002.

Zenóbio Toscano morreu aos 75 anos, após intensa batalha pela vida. Foto: Ângelo Medeiros/Arquivo JP

Julho

Dida Moreira

A ex-prefeita de Itabaiana, Dida Moreira, conhecida como Dona Dida, também foi mais uma vítima de coronavírus. Ela sofria de problemas respiratórios e na última internação chegou a ser levada três vezes para a UTI e entubada. Ficou 50 dias internada e na semana antes de morrer se submeteu ao teste de Covid-19, que deu positivo.

José Ribeiro Filho

O vereador do município de Alagoa Grande, José Ribeiro Filho, mais conhecido como Deda Ribeiro, foi mais uma das vítimas da Covid-19 na Paraíba. Ele morreu no dia 04 de julho, aos 56 anos. Como vereador em Alagoa Grande, chegando a presidir a Câmara Municipal de Alagoa Grande.

Terluiz Baracuhy Cruz

Ex-prefeito de Tacima, Terluiz Baracuhy Cruz, morreu no dia 6 de julho, devido a complicações decorrentes do Covid-19. Seu Bebé, como era conhecido, chegou a receber cuidados médicos após ter sido internado em um hospital particular de João Pessoa e já apresentava melhoras, mas seu estado de saúde se agravou e acabou não resistindo.

Manoel da Lenha

O prefeito de Ingá, Manoel da Lenha, morreu vítima de Coronavírus no dia 16 de julho. Ele tinha 64 anos e estava internado na Clínica Santa Clara em Campina Grande desde o início do mês de julho, mas não resistiu.

Prefeito Manoel da Lenha morreu de covid-19 em julho deste ano, nas prévias das eleições. Foto: Divulgação/Prefeitura de Ingá

Agosto

Geraldo Arnaud de Assis Júnior

O médico e ex-vice-prefeito de Pombal, Geraldo Arnaud de Assis Júnior, morreu no dia 6 de agosto, após ter sido infectado pelo novo coronavírus.  ‘Doutor Geraldinho’, como era conhecido, tinha 62 anos e atuou na política do Sertão da Paraíba.

Veja também  Opinião: Republicanos não tem direito a exigir vice da base governista, se já escolheu o senador da chapa contrária

Geraldinho procurou atendimento médico no dia último dia 22 de julho, alegando que estava com sintomas semelhantes aos da Covid-19. No dia 26, o médico foi transferido para um leito de UTI do HU, em João Pessoa, por causa da necessidade de um tratamento mais intensivo, com ajuda de respiradores.

João Bosco dos Santos

O vereador e candidato a reeleição pelo município de Bonito de Santa Fé, João Bosco dos Santos, conhecido por “Bosco Soldado”, morreu, vítima de covid-19 no dia 03 de novembro do ano passado. Ele estava com 60 anos. Ele foi eleito vereador de Bonito de Santa Fé nas Eleições 2016, e tentava se reeleger ao cargo no processo eleitoral do ano passado.

Santa Oliveira

A ex-prefeita de Vieirópolis, Francisca Santa Nóbrega Oliveira, conhecida como Santa Oliveira, morreu no dia 25 de novembro, aos 66 anos. Santa Oliveira era assistente social e exerceu dois mandatos como prefeita de Vieirópolis, no Sertão paraibano, entre janeiro de 1997 e dezembro de 2004.

Dezembro

Geraldo Paulino Terto

O ex-prefeito de Cacimbas, Geraldo Paulino Terto, morreu no dia 12 de dezembro do ano passado, vítima de complicações da covid-19 e outras doenças.

Antônio Martins

O ex-prefeito de Imaculada, Antônio Martins, morreu no dia 25 de dezembro, Dia de Natal, aos 80 anos. Ele estava internado no Hospital Regional de Patos, devido a Covid-19, e não resistiu. Ele governou Imaculada entre 1979 a 1982.

Fábio Fernandes

O ex-prefeito de Mamanguape, Fábio Fernandes, morreu em decorrência da covid-19 no dia 28 de dezembro do ano passado, aos 46 anos. Fábio Fernandes foi prefeito de Mamanguape entre 2005 e 2008. Concorreu em 2016, mas perdeu para Eunice Pessoa, eleita prefeita.

O deputado João Henrique contraiu colvid-19 durante a campanha eleitoral e não resistiu. Foto: Divulgação/ALPB

Janeiro

João Henriques

O deputado estadual paraibano João Henrique (PSDB) morreu no dia 12 de janeiro deste ano, após complicações provocadas pela Covid-19. O político tinha 78 anos e estava internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, desde o último dia 7 de dezembro. Ele contraiu o vírus logo após a campanha, assim como a esposa, a deputada Edna Henriques, e a filha, Micheila, que disputou a eleição em Monteiro, mas não se elegeu.

Ivanes Lacerda

O ex-prefeito de Patos, Ivanes Lacerda (Republicanos), morreu no dia 25 de janeiro, por complicações da Covid-19. Ele era médico, tinha 66 anos e estava internado desde o último dia 3 de janeiro, na UTI de um hospital particular de João Pessoa. O político contraiu a doença nos últimos dias do seu mandato.

Fevereiro

José Maranhão

Após uma luta incansável contra a covid-19 e suas complicações, o senador paraibano José Targino Maranhão (MDB) morreu no dia 8 de fevereiro, aos 88 anos.

O senador José Maranhão morreu por complicações da covid-19 após longa internação. Foto: divulgação

Março

Iranilda Lira

A vereadora Iranilda Lira morreu de Covid-19, aos 47 anos, no dia 3 de março. Ela estava no segundo mandato como parlamentar, em Teixeira, município do Sertão da Paraíba. A morte de Nilda, como ela era popularmente conhecida, aconteceu quatro dias após o marido dela perder a vida pela mesma doença.

José Carlos da silva Junior

Ex-senador e ex-vice-governador, também presidente do Grupo São Braz e proprietário das TVs Cabo Branco e Paraíba, José Carlos da Silva Júnior, morreu no dia 5 de março em decorrência da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e não resistiu a uma parada cardiorrespiratória.

José Carlos da Silva Jr morreu aos 94 anos por complicações da covid-19. Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Fernando Macedo

O ex-vereador e secretário de Defesa Civil de Cabedelo, Fernando Macedo, morreu nesta segunda-feira (8) por Covid-19, aos 58 anos. Ao longo da trajetória política, exerceu três mandatos como vereador e presidiu a Câmara Municipal da cidade duas vezes. Fernando era casado, deixa quatro filhos e cinco netos.

Waldomiro Rocha

O ex-prefeito de Solânea, Waldomiro Jayme da Rocha, morreu na última quarta-feira (16), em decorrência da covid-19. Ele é pai do atual prefeito de Solânea, Kayser Rocha. Waldomiro Rocha foi chefe do Executivo Municipal por duas vezes, a primeira de 1977-1982, e a segunda de 1989-1992. Antes disso, ele havia sido vice-prefeito.