Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Prefeitura de João Pessoa adota ‘toque de recolher’ e fecha a orla às 17 horas a partir desta quinta-feira

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES 

 

Foto: divulgação

Com todos os índices apontando para um aumento de casos de Covid-19 em João Pessoa, o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), resolveu começar a apertar o freio das flexibilizações. Ou melhor, deu uma marcha à ré necessária.

Em novo decreto, que vai ser publicado nas próximas horas, a prefeitura deve adotar um novo toque de recolher na capital, de meia noite às 5 horas da manhã.

A PMJP também quer evitar o aumento de pessoas passeando na Orla, que será fechada a partir das 17 horas. O uso do estacionamento também será proibido. A medidas começam a valer nesta quinta-feira (20) e foram anunciadas em entrevista ao JPB1, das TVs Cabo Branco e Paraíba.

Nesta terça-feira (18), em testagem na Orla, 40% das pessoas que passaram pelo procedimento positivaram para Covid-19

Outras medidas 

Bares e restaurantes continuam abertos, mas devem ser rigorosos com relação ao número de pessoas dentro. Com limite de 30% da capacidade em locais fechados. Esses estabelecimentos deverão ficar abertos até às 22h, com tolerância de até às 23h de clientes dentro do local. Após esse horário, caso ainda tenha a permanência de clientes, o estabelecimento será interditado.

Veja também  Paraíba persiste com duas cidades em bandeira laranja pela 7ª semana

O decreto do município vai permitir que casas de eventos abram, condicionadas a vistoria da Vigilância Sanitária, que vai determinar a quantidade de pessoas nos ambientes.

Com relação as igrejas, haverá uma limitação de 30% nos cultos e eventos religiosos.

Vale lembrar que o documento ainda será publicado com detalhes das novas medidas. As medidas adotadas pelo estado começam a valer amanhã e já foram publicadas no Diário Oficial, hoje (19).

>>> João admite ‘terceira onda’ e planeja decreto com restrições para São João na Paraíba 

>>> Em novo decreto, governo da Paraíba endurece medidas em cidades do Sertão e da região Campina Grande