Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Promessas de cooperação e parcerias na Saúde marcam encontro de Bruno e Geraldo em Campina Grande

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES

Secretaria de Saúde da PB, Geraldo Medeiros; prefeito de CG, Bruno Cunha Lima; e Felipe Reul, secretário de Saúde de CG. Foto: Assessoria/SES

 

O clima foi de parceria e cooperação entre o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), e o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, que se reuniram, nesta quarta-feira (21), no fim da tarde, na Rainha da Borborema.

O objetivo principal foi discutir maneiras de melhorar a assistência à saúde na cidade, que é polo para dezenas de outros municípios. O resultado, a depender da consciência dos problemas e da necessidade de entendimentos, será bom para a população.

De acordo com que apurou o Conversa Política, o secretário Geraldo Medeiros garantiu manutenção “religiosa” de repasse para Upa, Samu e Farmácia Básica. E também afirmou que está sendo discutido com o secretário de Saúde de Campina, Felipe Reul, os detalhes sobre a gestão dos equipamentos de saúde e o repasse federal para o Fundo Estadual de Saúde.

Foto: Assessoria/SES

E acrescentou: “Estamos empenhados em garantir e reparar o vazio assistencial, sobretudo das doenças cardiovasculares. Estamos adquirindo três hemodinâmicas (aparelho para procedimentos cardiovasculares e eletrofisiológicos guiados por imagens). Uma delas será inaugurada no Metropolitano, na próxima semana, a outra no Hospital de Trauma de Campina Grande e será instalada, em outubro, uma terceira no Sertão.

Geraldo também lembrou de alguns  “vazios assistenciais” que podem ser cobertos com a parceria: as cirurgias eletivas e as cirurgias de revascularização de membros, por exemplo.

Cirurgias

No caso dos procedimentos eletivos, o secretário afirmou que o Hospital de Clínicas foi idealizado para isso e, no início do próximo ano, deve ser iniciada a sua construção. Uma área de 18mil m². Onde comportará também uma maternidade de alto risco, um outro alívio para o município.

Sobre as cirurgias de revascularização de membros, Geraldo destacou que foi mantada uma equipe no Hospital Metropolitano, em Santa Rita, onde já se realiza cirurgias para impedir amputação, mas afirmou que é preciso realinhar a pactuação para ofertar o mesmo serviço na região de Campina Grande e futuramente no Hospital da Clínicas.

Pedidos de Bruno

Bruno Cunha Lima, prefeito de Campina. Foto: Ascom/PMCG

O prefeito Bruno Cunha Lima ressaltou a importância do encontro e da necessidade das parcerias, sem picuinha política.

Veja também  Cabo Gilberto participa de sessão na praça após ter pedido negado por Galdino

O prefeito falou sobre os avanços e desafios da saúde municipal durante a pandemia do novo coronavírus, apresentou uma lista de pleitos em prol do fortalecimento da estrutura do setor na cidade.

Um dos pontos abordados foi a necessidade de o município receber mais recursos para financiamento dos serviços de obstetrícia, tratamento às vítimas da Covid e Oncologia. Além de revisões de pactuações de vários serviços.

Segundo Bruno, Campina Grande cobre as necessidades de uma vasta região da Paraíba, destacando, entre outros fatos, que cerca de 70% dos partos realizados no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA) são de pacientes oriundas de outras cidades, notadamente casos de gravidez de alto risco.

“Temos aqui uma Secretaria municipal que é, praticamente, uma Secretaria estadual de Saúde, pois chegam à nossa cidade casos que são um verdadeiro ‘supra-sumo’ de complexidade”, afirmou.

Outros pedidos

O secretário  Felipe Reul definiu o encontro com histórico e muito importante para a Saúde de Campina Grande. Entre os pedido feitos, a reavaliação do convênio com o Hospital da FAP, referência no tratamento de pessoas com câncer para todo interior do estado.

Também foram abordadas maneiras de resolver e melhorar, através de pactuações efetivas, os serviços de obstetrícia,  aparelhamento do Hospital Pedro I, para que seja retomado as cirurgias eletivas.

Construindo pontes

O encontro foi fruto da tentativa do prefeito de Campina e do governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), de deixarem de lado as divergências político-partidárias e eleitorais para focar em convênios e parcerias, em várias áreas, para melhorar os serviços públicos na cidade. A promessa, de ambos, foi feita em recente reunião no Palácio da Redenção, em João Pessoa. 

Na manhã desta quarta-feira (21), Bruno também se reuniu com o secretário de Segurança da Paraíba, Jean Nunes, para discutir sobre segurança no Complexo Aluízio Campos. Na segunda, o encontro foi com o presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba, Rômulo Polari Filho, e com o secretário de Turismo e Desenvolvimento da Paraíba, Gustavo Feliciano, para assinar protocolo de intenções para viabilizar o desenvolvimento da infraestrutura da área industrial do Complexo Aluízio Campos

Ou seja, a promessa de construir pontes administrativas e derrubar muros está sendo cumprida.