Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Favorável ao ‘distritão’, Wilson Santiago aguarda votação da proposta para definir novo partido

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA 

 

Foto: divulgação

O deputado federal Wilson Santiago (ex-PTB) afirmou hoje (11) que ainda não definiu em qual legenda vai se abrigar para a disputa eleitoral em 2022. Em entrevista à CBN João Pessoa, ele antecipou que está aguardando as definições da reforma eleitoral, em especial a provável mudança de escolha dos parlamentares através do chamado ‘distritão’, o qual é favorável, para definir seu novo partido.

“Sou a favor ao distritão porque ele elege os mais votados. Porém também não impede que ninguém seja candidato. Quem quiser ser candidato que seja candidato. os eleitos serão aqueles que tiverem mais votos. O povo não entende como é que quem teve mais voto não se elegeu enquanto outro com menos votos se elegeu”, enfatizou Wilson

A proposta de alteração nas regras foi aprovada na Comissão especial da Câmara Federal na semana passada. Ainda assim, ainda vai passar por dois turnos de votação no Plenário da Câmara antes de seguir para a análise do Senado. As medidas precisam ser aprovadas até 2 de outubro, um ano antes do pleito, para poderem ser aplicadas nas Eleições de 2022.

Caso o ‘distritão’ seja aprovado, serão eleitos em 2022 os mais votados, sem levar em conta os votos dados aos partidos, como acontece no atual sistema proporcional. Atualmente o sistema adotado é o proporcional.

Veja também  Ricardo Vital transfere processos da Operação Calvário para Justiça Eleitoral

“Se o voto for distritão não interessa em que partido você esteja porque será eleito o que tiver mais votos. Se o voto for proporcional, porque ainda teremos esse debate do atual sistema existente, você vai ter que somar candidatos do partido. Ao invés de você se preocupar com a sua eleição, você vai ter que se preocupar em colocar mais candidatos no seu partido, estimular essas candidaturas, para com essa soma deixar numa posição suficiente para participar de uma eleição proporcional”, enfatizou.

Sem partido

Wilson Santiago, assim como o filho, o deputado estadual Wilson Filho, estão em busca de novo legenda desde que perderam o comando do PTB estadual e municipal de João Pessoa. A destituição aconteceu por articulação do novo presidente nacional do partido, Roberto Jefferson, que realizou uma ‘limpeza’ para retirar todos os correligionários que não estivessem alinhados com o discurso de Bolsonaro.

Alinhado com o governador João Azevêdo (Cidadania) a tendência é que essa migração seja para algum partido do arco de aliança que está em formação para as eleições do próximo ano. Wilson Santiago, no entanto, tem se resignado de antecipar para qual.