Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Convencido de que tem apoio de João, Lula está “altamente convencido” de que precisa de Veneziano

Com a esperteza de quem joga bem na posição,  Lula afaga quem precisa de afago. Ao mesmo tempo, não se afasta dos adversários dos agraciados.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O ex-presidente Lula disse nesta terça-feira (15), em entrevista à Rádio Espinharas, de Patos, que está “altamente convencido” de que precisa de Veneziano, do MDB.

Todo mundo sabe que aí na Paraíba eu estou altamente convencido da necessidade de fazer aliança com o MDB, com Veneziano. Precisamos juntar mais gente”, disse.

A fala pode até ser interpretada como apoio de Lula ao senador emedebista na disputa estadual. E é.  Mas não o único apoio. Na prática,  está mais para um aceno estratégico a mais um aliado na Paraíba

Aliás, o reforço pode ser apenas porque do outro lado, de João Azevedo, ele já tem a certeza do apoio.

Veneziano é o “plus” paraibano que precisa ser reafirmado pra garantir que mais atores se juntem contra Bolsonaro em todos os estados no NE.

Veja também  Paraíba tem mais de 3 mil pedidos de voto em trânsito; prazo termina na quinta

Com a esperteza de quem joga bem na posição,  Lula afaga quem precisa de afago.

Ao mesmo tempo, não se afasta de adversários dos agraciados.

Não significa que será o advogado de um deles. Deve “advogar” para os dois. Estará nos santinhos dos dois.

O MDB numa aliança com União Brasil e PSDB pode escolher um nome para presidente.

Com esse aceno na Paraíba, Lula está altamente convencido que Veneziano estará com ele, mesmo com o MDB, nacionalmente, fazendo campanha pra outro presidenciável.

Com a declaração generosa, também tem chances mais altas (duas vezes) de ter um senador “lulista” no Congresso, independentemente do resultado da eleição por aqui. 

Lula é “altamente político”.