Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

“Aguinaldo quer tudo”, dizem governistas

Nos bastidores, é frequente a frase: “Aguinaldo quer tudo”. Os governistas se referem aodeputado federal Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) que não quer “dividir a base eleitoral”, caso decida ser o pré-candidato ao Senado, na chapa do governador João Azevêdo (PSB), pré-candidato à reeleição.

O beneficiado com os votos do parlamentar seria somente o  sobrinho, o vice-prefeito de Campina Grande, Lucas Ribeiro (Progressistas). Lideranças do Republicanos, por exemplo, resistem em apoiá-lo porque entendem que não vão ganhar nada com o movimento.

Veja também  Cícero defende parcerias com Bolsonaro, mas é vaiado por apoiadores do presidente; veja vídeo

O Republicanos anunciou apoio a pré-candidatura de Efraim Filho (UB) ao Senado, com a garantia de que os votos dele seriam “repassados” para os apoios.

“Efraim dividiu a base, mas e Aguinaldo?”, relata um deles. Sem entregar algo, sem o risco, com tudo em casa, alguns dizem que o projeto dele para disputar a vaga no Senado, não andará.