Advogado apresenta 'notícia de inelegibilidade' contra vice de Artur Bolinha

Documento questiona desincompatibilização da médica Annelise Meneguesso. Advogado de defesa diz que ela se afastou do serviço público no tempo correto

Foto: Ascom

Além das quatro impugnações de candidaturas propostas pelo Ministério Público em Campina Grande contra candidatos ao Legislativo este ano, um outro questionamento chegou à mesa da 16ª Zona Eleitoral de Campina Grande.
O advogado Victor de Freitas Oliveira apresentou uma ‘notícia de inelegibilidade’ questionando a desincompatibilização da candidata à vice-prefeitura na chapa do empresário Artur Bolinha (PSL), a médica Annelise Meneguesso (PSL).
Ele alega que a médica teria contrato de prestação de serviço com a prefeitura e também teria exercido atividades junto ao Conselho Federal de Medicina (CFM), após o período destinado à desincompatilização.
O documento ainda será analisado pelo Ministério Público Eleitoral.
Foto: reprodução

 
O advogado de Annelise Meneguesso, José Wallison Azevedo, disse que ainda não foi intimado para responder aos questionamentos. Ele adiantou, porém, que a médica tem todos os documentos que comprovam o pedido de afastamento dos cargos dentro do prazo estabelecido pela Legislação Eleitoral (15 de agosto).
“Ela requereu o afastamento em tempo hábil. E não exerceu a função de médica com qualquer vínculo. Nós ainda não fomos intimados, mas o questionamento é muito frágil. Tanto que sequer foi feito pedido de impugnação do registro de candidatura”, disse Wallison ao Blog.

Veja também  TRF5 absolve ex-gerente da PMCG em caso de fraude na licitação da merenda