João Paulo Medeiros

Servidor da Justiça é preso pela PF acusado de cobrar por lista de eleitores na Paraíba

Prisão aconteceu em Patos, no Sertão do Estado. Servidor foi enquadrado por corrupção passiva

Foto: Ascom

Um servidor da Justiça estadual foi preso ontem, em Patos, acusado de cobrar valores indevidos para repassar a terceiros listas de eleitores da cidade de Passagem, no sertão do Estado.
A prisão em flagrante foi feita por agentes da Polícia Federal. O servidor, que não teve o nome e a função divulgados, foi enquadrado por corrupção passiva – conforme a PF. Ele foi solto na tarde de hoje.
Um inquérito foi instaurado para apurar o caso. Em nota, a PF também não informou valores que teriam sido cobrados, nem quais eram os destinatários das listagens com os nomes dos eleitores.

Veja também  A lógica da política é a soma, mas o PT da Paraíba subtrai