João Paulo Medeiros

Na Paraíba: MP aciona ex-presidente de Câmara por contratar irmão e mais dois como 'fantasmas'

Na ação, promotora aponta prejuízos ao erário e cobra ressarcimento

Foto: Ascom

O ex-presidente da Câmara e atual vereador da cidade de Itatuba, Telbânio Bezerra de Lima, entrou na mira do Ministério Público. Ele é alvo de uma ação de improbidade administrativa por ter, supostamente, contratado o irmão e mais dois servidores da Casa como ‘fantasmas’.
Na ação  a promotora Cláudia Cabral Cavalcante aponta um prejuízo de R$ 60 mil aos cofres do Legislativo. A prática teria ocorrido no biênio 2017/2018.
De acordo com o MP, Tibério Bezerra de Lima, Lenildo Gonzaga Mota e Dayane Maria de Andrade Pereira foram contratados pela Câmara, mas não teriam desempenhado as funções.

Tibério foi nomeado como chefe de gabinete, com remuneração de R$ 2 mil. Já Lenildo e Dayane foram nomeados para os cargos comissionados de secretário de A. Legislativo e de secretária da Administração Geral, respectivamente (com salários de R$ 1,5 mil cada um).

Conforme o MP, nenhum dos três teria conseguido provar o efetivo desempenho das atividades. No caso de Leonildo, segundo o MP, no mesmo período ele estava contratado por uma empresa da construção civil em João Pessoa, para exercer cargo incompatível com a prestação de serviços da Câmara.
“Ficou provado que os servidores receberam vantagem patrimonial indevida, após serem admitidos ilegalmente pelo presidente da Câmara Municipal de Itatuba, enriquecendo ilicitamente às custas da Administração Pública e causando prejuízo ao erário”, argumentou a promotora.
O blog não conseguiu contato com o vereador Telbânio Bezerra, nem com os demais citados na ação. Mas continua com o espaço aberto, claro, caso eles desejem esclarecer os questionamentos feitos pelo MP.

Veja também  Após denúncias de desvios em plantões extras de presídios, MP aciona Estado por ponto eletrônico