João Paulo Medeiros

Inconsistências na vacinação: 9 prefeitos, 21 vereadores e 9 assessores de políticos aparecem em lista do TCE

Relatório indica que prefeitos receberam as doses em desacordo com plano de imunização

Foto: SES

Além dos 341 CPFs de pessoas já falecidas, a lista de inconsistências na aplicação de doses da vacina contra a covid-19, produzida por auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), revela ‘peculiaridades’ na classe política. Conforme o relatório, 9 prefeitos paraibanos tomaram pelo menos uma das doses, sem pertencerem aos grupos de prioritários (na época em que foram vacinados).
Os gestores se declararam como ‘Trabalhador de Saúde’, conforme o TCE. O relatório indica que eles receberam as doses em desacordo com o plano de vacinação.

Além deles, 21 vereadores e 9 assessores de agentes políticos também foram imunizados. Eles também se declararam na categoria ‘Trabalhador de Saúde’, sem especificarem, contudo, as funções desempenhadas no combate à pandemia.

No post anterior o Blog revelou a relação das 104 cidades onde os CPFs de mortos foram identificados. Veja a relação completa aqui.  

Veja também  PF deflagra operação na Paraíba e outros 12 Estados para combater distribuição de ecstasy