João Paulo Medeiros

Além de Geraldo Moura, Emerson Panta e mais dois prefeitos viram réus no TJPB

Foto: divulgação/CBN
Foto: divulgação/CBN

A sessão de hoje do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) não foi das melhores para os prefeitos paraibanos. Além do chefe do executivo da cidade de Soledade, Geraldo Moura, os desembargadores receberam denúncias contra outros três prefeitos paraibanos.

Um deles, o prefeito da cidade de Santa Rita, Emerson Panta.

A denúncia do caso de Santa Rita diz respeito à realização de despesas sem prévio empenho de serviços de publicidade e propaganda. Os serviços juntos somaram mais de R$ 306 mil.

Já o prefeito de Serra Branca, Vicente Fialho de Sousa Neto, é acusado de contratar servidores sem concurso público. No total foram nomeados 119 prestadores de serviço nos exercícios de 2017 e 2018. Uma ‘regra’, infelizmente, nas prefeituras paraibanas. Juntas elas somam hoje mais de 62 mil contratados.

Veja também  STF mantém lei das custas judiciais da Paraíba, mesmo com valores entre os mais altos do país

Na mesma sessão os desembargadores também receberam uma denúncia contra o prefeito de Vieirópolis, José Célio Aristóteles. O gestor é acusado de inserir declarações falsas referentes ao pagamento de precatórios judiciais.

Os recebimentos das denúncias são, é bom ressaltar, apenas o início dos processos.

Em todos os casos, para o alívio dos gestores municipais, não há afastamentos dos cargos e nem pedidos de prisão.