João Paulo Medeiros

Afastado do cargo, prefeito é denunciado por lixão na Paraíba

Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

O prefeito da cidade de Camalaú, Alecsandro Bezerra (PSDB), ganhou mais uma dor de cabeça. Afastado do cargo desde 2020, ele foi reeleito mas ainda não conseguiu sentar na cadeira. Foi alvo da Operação Rent Car, do Gaeco, sob suspeita de irregularidades no aluguel de carros à prefeitura.

Também foi denunciado por ter, segundo o Ministério Público, pedido propina na contratação de uma banda de forró.

Agora o gestor terá que explicar o porquê de não ter acabado com o lixão da cidade. A denúncia foi recebida pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

A defesa dele alegou que ele procurou fazer convênio com um aterro sanitário para dar um destino final adequado ao lixo produzido na cidade e adquiriu um caminhão compactador para fazer a coleta do lixo de forma correta. Mas não teve jeito.

Veja também  Hospital inacabado é ‘pedra no sapato’ da Saúde em Campina Grande

Assim como aconteceu com os prefeitos de Sumé e Cuité, Alecsandro Bezerra terá que resolver mais esse problema. Isso quando conseguir retornar ao comando do município…